31 de dezembro de 2005

** FELIZ 2006 PARA TODOS **

Que a passagem não seja só de ano, que seja de vida, de espírito, de alma e coração...
Que nós possamos ser melhores a cada dia, hora, minuto e segundo, não nos limitando à noite de ano novo...


26 de dezembro de 2005

...da festa...

Noite passada você veio me falar
Você se expôs, me disse coisas lindas, tão intensas e com tanta simplicidade que custo a acreditar que tudo é verdade!
Você me falou de tudo o que sente, dos seus medos e desejos, que se confundem com os meus
Meu coração disparado, me deu um frio na barriga, uma pontinha de medo até...
Tive medo da noite acabar, do dia clarear e eu ter que me despedir
De ter que deixar você ir, de você se assustar, de você desistir...
- 24/12/2005 -


23 de dezembro de 2005

"Eu..."

No que me diz respeito, sou o mesmo e outro, sou virus e antídoto, sou bem e mal, sou calma e raiva, sou o calor e frio, sou sinônimo e antônimo, sou silêncio e som, sou luz e escuridão...
Sou o que como e o que não como, a chuva que não cai, o medo, a tortura, o perdão...
No que sou, nada sei.. tudo muda a todo momento, a cada segundo sou outro, diferente do que era e diferente do que vou ser, e me revelo de outra forma, e sinto com outra intensidade, e não sinto nada, e quero o que não queria e não quero mais o que queria...
Sou isso e aquilo, e nada disso mais...
****************************************************
... QUE O ANO QUE VEM TE DEIXE UM ANO MAIS PERTO DA VERDADE ...


22 de dezembro de 2005

Começo Meio Fim

"Se tudo pode acontecer Se pode acontecer qualquer coisa Um deserto florescer Uma nuvem cheia não chover Pode alguém aparecer E acontecer de ser você Um cometa vir ao chão Um relâmpago na escuridão E a gente caminhando de mão dada de qualquer maneira Eu quero que esse momento dure a vida inteira E além da vida ainda de manhã no outro dia Se for eu e você Se assim acontecer…"

É UMA PENA QUE SE ACABE - você já chegou com data de partir...
MAS QUE SEJA INTENSO ENQUANTO DURE!!


20 de dezembro de 2005

Mundo dos Sonhos

Não pode ser o céu... nem o inferno... não tem portas nem paredes...
Não tem casas nem castelos... não vejo a luz do sol... não sinto a chuva em mim... onde estão as cores?... eu nunca estive aqui!...
Eu penso em coisas que nunca vi e falo o que nunca escutei... escrevo sobre o que não sei... Entendo as coisas do coração...
Talvez eu esteja errada, mas aqui nada é exato... neste meu pequeno mundo dos sonhos!...


19 de dezembro de 2005

A Revolta dos Duendes

"Mais um ano de labuta se aproxima do final...
Nosso suor se transformou em milhões e milhões de brinquedos...
Finalmente o trabalho chegou ao fim...
Empacotados os últimos presentes, carregado o trenó, seladas e alimentadas as renas...
Aquele filho da puta do PAPAI NOEL finalmente partiu para começar a entrega e...
É HORA DE FESTA NA OFICINA DOS DUENDES!!"


16 de dezembro de 2005

Acabou!!

Finalmente o semestre acabou!!
Ontem fiz minha última prova na faculdade!! Nem acredito!!!
Junto ganhei um presente de aniversário do meu amigo muito lindo Maurício - um cd do Arnaldo Antunes! Um, não!! Três cds!!!!
!! A D O R E I !!


10 de dezembro de 2005

Meu niver

Júlio e Pathy, Luli e Denis
Esses meus amigos são tuuudo de bom!!
Eles apareceram lá em casa de surpresa e a gente foi jogar bilhar!! Adoreeeeei!!!!
Só faltou a Gabi... :-((


9 de dezembro de 2005

...

AMOR x DESEJO
Para amar alguém é preciso controlar o próprio desejo. Não devemos ter a ilusão de estar "amando" alguém quando, na realidade, estamos nos aproveitando dele para satisfazer nosso desejo.
Reflita sobre o que é mais importante para você: se o seu próprio desejo ou o destino e a felicidade do outro.
Se conclui pela primeira alternativa, não chame esse sentimento de amor. Mas, se a resposta é a segunda, você é capaz de conter o próprio desejo.
Não se esqueça jamais de que o amor pertence ao espírito, e o desejo ao corpo carnal.

PAIXÃO x AMOR
A paixão é um sentimento exclusivista, restrito a duas pessoas. Mas o amor não tem necessariamente essa restrição. Ele pode se expandir, tomar a forma de amor à pátria, à humanidade ou mesmo a todos os seres viventes.
A paixão encerra elementos de fantasia. Quando um não consegue apreender como o outro realmente é, cria em sua mente uma imagem fantasiosa e se apaixona por ela. É por isso que, após o casamento, esse sentimento se extingüe e transforma-se em amor.
Costuma-se dizer: "acabou-se de vez uma paixão de cem anos". Esse sentimento compartilhado, com o tempo, transforma-se no verdadeiro "amor que dá", ou seja, num amor sublime.


8 de dezembro de 2005

Combinado

...Fica combinado que eu te telefono antes da chuva começar.
Quero que você traga uma porção de qualquer flor silvestre, dessas que você apanhou durante todo o tempo que percorreu seus caminhos de dúvidas.
Fica combinado que você escolhe seu sorriso mais apropriado, tráz também aquele livro de poesias e se possível, nos olhos, aquela ternura antiga.
Tudo tem que acontecer como se todos os acontecimentos apenas acontecessem sem ninguém forçar nada.
Quando você chegar, eu farei de conta que estou perdida no meio da cidade e você diz que vai me ajudar a atravessar a rua.
A gente pode ler todos os jornais do dia para saber tudo o que a humanidade fez no dia anterior e depois a gente comenta. Não vai adiantar nada, mas a gente comenta só para passar o tempo.
Quando você chegar a gente pode ler também algum poema, não dos meus, feitos para você, mas de algum poeta desconhecido.
Fica combinado que eu te telefono antes da chuva começar...


4 de dezembro de 2005

A Alguém distante...

Você aí tão longe. Por que não pede notícias? Por que não manda também? Por acaso você sabe como vão as coisas? Você sabe como eu vou? Não. Nem sequer sabe que mudei de endereço, que cortei o cabelo, que já não sou a mesma.
As coisas continuam a acontecer, engraçadas e tristes, alegres e sombrias: mas eu não sou a mesma. Como todo mundo, eu absorvi o tempo e minha idade cresceu.
Ando ainda em busca de emoções? Talvez sim. No dia a dia, pequenas aventuras, pequenos nadas, grandes nadas, grandes vazios.
Ultimamente, uma obsessão: o tempo passa muito depressa. E o que a gente faz esta segunda, esta terça, esta quata, esta quinta, esta sexta-feira? Este fim de semana? Estes dias todos correm num ritmo alucinado! Hoje já é julho, amanhã será natal, depois de amanhã o ano 2000.
Ah! Se eu pudesse agarrar um momento, um momento bom desta vida!... brincaria com ele indefinidamente, o tempo eternamente parado, eternamente preso em minhas mãos...
Os momentos se perdem rapidamente no passado, não há mais tempo para vivê-los.
A memória já não registra os acontecimentos, eles mal são percebidos. Aquela mágoa, um outro dia, que me arrancou lágrimas, que me trouxe tremenda revolta, já não lembro mais. Vivi a tristeza apenas por um segundo. Não pude fazer mais do que isso; o redemoinho do momentos seguintes impediu a torrente de lágrimas. Rapidamente elas secaram, deixando sulcos num rosto sério, duro, envelhecido.
Uma noite dessas qualquer eu me lancei dentro da vida; descobri o que existe por detrás do pano negro que envolve o sono, mas que, para muitos, é apenas o pano de fundo de loucas alegrias, de loucas violências, alucinações. Vivi então um deslumbramento quase completamente desconhecido. Rostos novos, figuras estranhas desfilavam pela chuva, com um entusiasmo que não se molhava, que se aquecia com sua própria intensidade. Mas foi também um rápido instante que se perdeu. O dia seguinte trouxe a transformação de um céu sem nuvens, um sol brilhante e as obrigações. A noite tinha passado para sempre.
Depois, em outra ocasião festiva, um romance se esboçou. Uma pessoa há muito tempo querida se aproximou de mim, e depois do borburinho da noite, me prometeu várias coisas, através de beijos que tinham sabor de um início, mas que significavam apenas um fim. Essa pessoa, que veio ao encontro da minha passiva carência de afeto desapareceu sem sequer dizer adeus. E esses momentos de felicidade também se extingüiram.
Estas são as minhas notícias. Se quiser, se puder, mande as suas.
Quem sabe aí, tão longe, sua vida é o contrário da minha; quem sabe aí, tão longe, o tempo se perde mais devagar.


3 de dezembro de 2005

Amigos perdidos

Esses dias estava navegando no orkut e acabei "reencontrando" vários amigos que o tempo e a vida se encarregaram de distanciar. Achei o máximo!! Fiquei mesmo muito feliz!!
E acho que alguns deles também ficaram felizes de me "reencontrar".
Mas alguns, talvez por estarem casados, ou por não se importarem tanto, ou sei lá.. nem ligaram.
E foi nisso que me peguei pensando... não é pra todo mundo que a gente sai dizendo: "nunca vou te esquecer!", e quando eu dizia isso pra certos amigos, eu falava a verdade, eles realmente ocuparam e ocupam um lugar especial em minha memória, em um momento da minha vida, em meu coração. E me lembro deles até hoje, da voz, dos sorrisos, das lágrimas, das boas risadas que demos, das trapalhadas que vivemos, mesmo fazendo muito tempo que não nos vemos, que não sabemos um do outro...
Alessandra, Renata, Boris, Chris, Elaine, Ebert, Wagner, Ciça, Savina, Alexandro..
Com certeza nossas vidas tomaram rumos diferentes, e são tantas as surpresas dos nossos dias que eu mesma não sei o que será do meu amanhã, nem onde estarei, ou o que estarei fazendo, o que dizer de vocês?!... mas até hoje vcs estão comigo, e vão comigo até o fim!!


2 de dezembro de 2005

Feliz da vida.. à toa!

Não sei porque estou tão feliz!
Preciso refletir um pouco e sair do barato.
Não posso continuar assim, feliz, como se fosse um sentimento inato, sem o menor motivo, sem ter uma razão de fato. Ser feliz assim é meio chato.
Perdi o dinheiro que tinha guardado e pra completar, depois disso, eu fui despedido - estou desempregado.
Nem no amor, que sempre foi meu forte, não tenho tido muita sorte.
Estou sozinho, sem saída, sem comida, sem dinheiro e feliz da vida!!


1 de dezembro de 2005

Proibido

O que fazer com aquele pensamento que não para de "falar" na sua cabeça?
Sabe aquele um, que vc não devia nem imaginar, que não devia aparecer nem em sonhos?
Que vc sabe que não pode ter, mas tem... e ele fica ali, te cutucando, te roubando o sono... e ele tem cor, tem cheiro, tem sabor... sabe? Putz! O que a gente faz com isso, hein?!
Já botei as músicas que eu mais gosto pra tocar, já cantei, já reclamei de acordar cedo, já trabalhei até cansar... já fiz de tudo e naaada!
E quanto mais penso que não posso pensar, mais acabo pensando...
Por que tudo que é proibido é sempre mais gostoso? Fala séééério... é so pra deixar a gente louco, né?!...


26 de novembro de 2005

Só para loucos

Colhendo cogumelos na varanda de cristal
Avenidas paralelas, rua em forma de espiral
Pisando sempre em flores num pedaço de universo
Espinhos do destino fazem parte do meu verso
Só para os loucos, só para os raros
Confesso impressionado, nunca vi coisa igual
O banheiro era um refugio, um lugar espiritual
A estante era um bidê que continha livros raros
O nautilus no teto, bem em cima do vaso


24 de novembro de 2005

Cena de novela

Chove tanto lá fora, e eu parei em frente a TV esperando pra ir pra faculdade.
Estava passando uma cena da novela Bang Bang - o Ben dá pra Diana um cavalo de presente e ela sorrindo diz pra ele que aquele era mais um monte feliz e lindo que ia pra coleção dela.
E aí me peguei pensando... - será que mais alguém nesse mundo coleciona momentos felizes ou isso é mesmo só cena de novela?
Em meio a tantos problemas, tanta correria pra pagar as contas, pra cuidar da casa, pra educar os filhos, pra ganhar espaço e reconhecimento como pai/mãe, amante, filho(a), profissional, amigo, como ser humano, será que damos o devido valor aos momentos felizes que vivemos?
Não sei... parece que todo o resto tem "peso 2" em nossas vidas, menos o que nos faz feliz...
E de todos os hábitos que possamos cultivar, esse me parece o pior! e o mais triste!...


28 de setembro de 2005

Me namora

Lembro que te vi caminhar / Já havia um brilho no olhar
E junto com um sorriso seu / O teu olhar vem de encontro ao meu
E o meu dia se fez mais feliz
Mesmo sem você perto de mim, mesmo longe de mim...
Eu fico o tempo todo a imaginar / O que fazer quando te encontrar
Mas se eu fizer, o que vai dizer? / Será que é capaz de entender?
Mesmo se não for eu vou tentar / Vou fazer você me notar
Por isso eu vim aqui te dizer... Me namora
Pois quando eu saio eu sei que você chora
E fica em casa só contando as horas / Reclama só do tempo que demora
Abre os braços, vem e me namora...
Eu quero dar vazão ao sentimento / Mostrar que é lindo o que eu sinto por dentro
Beleza essa que eu te canto agora
Abre os braços, vem e me namora...
Eu penso estar vivendo uma ilusão / Sem saber se me quer ou não?
Quem dera se a resposta fosse sim
Mas acho que já nem liga pra mim
Se for assim o meu coração / Sofre só / Sem você
Em vão bate mais triste, então....
Mas ele ainda pode se alegrar / Se de repente você reparar
Que com você também aconteceu
Que sente amor tão grande quanto o meu...
Abra os olhos, veja quem te adora
E sonha com você no mundo a fora
E volta só pra te dizer - Abre os braços, vem e me namora...


1 de setembro de 2005

Amigos Virtuais

Nossa, quanto tempo não posto aqui...
Mas estava lendo os blogs dos meus amigos, e acabei me sentindo mal por não atualizar esse blog com mais frequência, afinal.. meu blog está nos links dos meus amigos... uufff....
E falando nisso, acabei lendo algo muito interessante num dos blogs dos meus amigos - ele fez um mega post sobre os amigos que ele tem na net, achei tão legal! E ele fala em especial das amigas...
Esse cybermundo é bem louco mesmo, e muitas pessoas se beneficiam todos os dias das facilidades que ele proporciona, mas eu ainda sou muito mais a favor da vida ao vivo e a cores, do frio na barriga que a gente sente diante de situações inusitadas e até mesmo assustadoras, daquele arrepio que sobe a espinha com a troca de olhares, da veracidade dos fatos, da voracidade das palavras, atos e desejos...
Mas aqui vai o meu carinho aos poucos amigos virtuais que tenho!
Em especial àqueles que estão sempre lá, esperando uma palavrinha minha, um oi...


12 de agosto de 2005

Júlio e Pathy

IF YOU FEEL IT
YOU DON'T HAVE TO EXPLAIN
IF YOU DON'T
YOU'LL NEVER UNDERSTAND


27 de junho de 2005

Iniciativa do MEC

Essa vale à pena!!
Você já pensou em um lugar onde possa ler gratuitamente todas as obras do Machado de Assis, obras como a "A Divina Comédia", "Navio Negreiro" ou ter acesso a historinhas infantis em vários idiomas?
Que este lugar lhe mostrasse as grandes pinturas de Leonardo da Vinci, ou você pudesse escutar uma música em MP3 de alta qualidade gratuitamente?

Pois o MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO está disponibilizando tudo isso gratuitamente, basta acessar o portal:
Domínio Público - biblioteca virtual no site do MEC
ou http://www.dominiopublico.gov.br/
Acessem o site, facam propaganda para que esta excelente iniciativa continue a crescer!!


4 de junho de 2005

Oração à cerveja

CERVEJA NOSSA QUE ESTÁ NO BAR
RESISTENTE SEJA NOSSO FÍGADO
VENHA A NÓS O COPO CHEIO
SEJA FEITA VOSSA BALADA
ASSIM NA RUA COMO NA FESTA
PERDOAI A NOSSA RESSACA
ASSIM COMO NÓS PERDOAMOS A QUEM NÃO TENHA BEBIDO
E NÃO ESQUECEIS DO WHISKY COM ENERGÉTICO
MAS LIVRAI-NOS DA ÁGUA BARMAN

Eu bebo sim / Eu tô vivendo / Tem gente que não bebe e tá morrendo /Tem gente que já tá com o pé na cova / Não bebeu e isso prova / Que a bebida não faz mal / Um pro santo, desce o choro, a saideira / Desce toda a prateleira / Diz que a vida tá legal / Eu bebo sim / Tem gente que detesta um pileque / Diz que é coisa de moleque / Cafajeste ou coisa assim / Mas essa gente quando está com a cara cheia / Vira chave de cadeia / Esvazia o botequim / Eu bebo sim / Bebida não faz mal a ninguém / Agua faz mal a saúde
- Velhas Virgens -


1 de junho de 2005

Spam

Putz.. eu tô sempre recebendo vários emails do tipo "mande carta pelo correio de graça", "0800 pra acidentes de trânsito", "faça ligações gratuítas", etc, etc, etc...
E todos eles vem com o assunto: "Repassem, é muito importante!!" ou "Vamos fazer a nossa parte!" - fala sério!
Odeio esse povo que fica repassando coisas que nem sabem se são verdade, que ficam fazendo correntes chatas de coisas inúteis! Eu mesma já me dei ao trabalho de conferir vários desses números, e claro! são todos falsos!!
E tive muita vontade de responder esses emails pra todos da lista (porque sempre vai pra uma lista gigante, né?!), e pra não perder mais meu tempo e ainda aumentar a tal corrente, acabo ignorando o fato.
Mas até quando esse povo vai ficar agindo feito vaquinhas de presépio, que concordam com tudo que ouvem e repetem só porque "não sei quem" disse que era pra ser assim?
E pior, sem nem ter a certeza de que aquilo é realmente verdade e importante pra quem ele tá repassando... Acorda!!