4 de dezembro de 2005

A Alguém distante...

Você aí tão longe. Por que não pede notícias? Por que não manda também? Por acaso você sabe como vão as coisas? Você sabe como eu vou? Não. Nem sequer sabe que mudei de endereço, que cortei o cabelo, que já não sou a mesma.
As coisas continuam a acontecer, engraçadas e tristes, alegres e sombrias: mas eu não sou a mesma. Como todo mundo, eu absorvi o tempo e minha idade cresceu.
Ando ainda em busca de emoções? Talvez sim. No dia a dia, pequenas aventuras, pequenos nadas, grandes nadas, grandes vazios.
Ultimamente, uma obsessão: o tempo passa muito depressa. E o que a gente faz esta segunda, esta terça, esta quata, esta quinta, esta sexta-feira? Este fim de semana? Estes dias todos correm num ritmo alucinado! Hoje já é julho, amanhã será natal, depois de amanhã o ano 2000.
Ah! Se eu pudesse agarrar um momento, um momento bom desta vida!... brincaria com ele indefinidamente, o tempo eternamente parado, eternamente preso em minhas mãos...
Os momentos se perdem rapidamente no passado, não há mais tempo para vivê-los.
A memória já não registra os acontecimentos, eles mal são percebidos. Aquela mágoa, um outro dia, que me arrancou lágrimas, que me trouxe tremenda revolta, já não lembro mais. Vivi a tristeza apenas por um segundo. Não pude fazer mais do que isso; o redemoinho do momentos seguintes impediu a torrente de lágrimas. Rapidamente elas secaram, deixando sulcos num rosto sério, duro, envelhecido.
Uma noite dessas qualquer eu me lancei dentro da vida; descobri o que existe por detrás do pano negro que envolve o sono, mas que, para muitos, é apenas o pano de fundo de loucas alegrias, de loucas violências, alucinações. Vivi então um deslumbramento quase completamente desconhecido. Rostos novos, figuras estranhas desfilavam pela chuva, com um entusiasmo que não se molhava, que se aquecia com sua própria intensidade. Mas foi também um rápido instante que se perdeu. O dia seguinte trouxe a transformação de um céu sem nuvens, um sol brilhante e as obrigações. A noite tinha passado para sempre.
Depois, em outra ocasião festiva, um romance se esboçou. Uma pessoa há muito tempo querida se aproximou de mim, e depois do borburinho da noite, me prometeu várias coisas, através de beijos que tinham sabor de um início, mas que significavam apenas um fim. Essa pessoa, que veio ao encontro da minha passiva carência de afeto desapareceu sem sequer dizer adeus. E esses momentos de felicidade também se extingüiram.
Estas são as minhas notícias. Se quiser, se puder, mande as suas.
Quem sabe aí, tão longe, sua vida é o contrário da minha; quem sabe aí, tão longe, o tempo se perde mais devagar.


2 comentários :

Pathy disse...

- Pedro Lima
Hello, Pathy!!!
Tocante tua postagem!! Compartilho teus sentimentos, é tão prazeroso cultivar uma verdadeira amizade,pena que isso se limite a poucos e é a esses poucos que não esquecemos!
Beijos!
05/12/2005

Pathy disse...

- Janaína disse...
Nossa Pathy, isso é a pura realidade e não devíamos dar importancia² para as coisa difíceis e sim dar importancia² para a felicidade e colecioná-las... Vou escrever uma mensagem que achei apropriada para o momento...
Aí vaí:
"Todos temos dias tristes
Dias miseráveis em que você se sente imprestável...Carrancudo... Abandonado... E profundamente cansado de tudo...
Só o fato de começar mais um dia parece impossível...
Você se sente frustrado e ansioso...
Inclusive começa a roer as unhas!
E aí... como chegar àquela sensação, como a que temos quando tomamos um banho quente?
É fácil! Comece sorrindo...
Agora relaxe e respire profundamente..
Trate de meditar, se for possível...
Ou vá dar um passeio para clarear a mente!
Coloque de lado seus pensamentos negativos... Afinal, tudo pode mudar para melhor!
Trate de ver as coisas por uma perspectiva diferente...
Talvez se sinta culpado...
Se esse é ocaso, seja suficientemente
maduro para pedir perdão!
Olhe para o alto e veja as coisas boas da vida...
E saiba dar muito valor a isso...
Sinta-se orgulhoso de si mesmo...
E não perca a capacidade de rir,
inclusive de você mesmo...
Isto se torna mais fácil se você se juntar com gente positiva!
Viva cada dia como se fosse o último...
Você é a única pessoa que pode colocar restrições nos seus desejos...
Não limite seus sonhos, vá à luta!!!
Arrisque-se!!!
Nunca desista!!!
Tente!!!
Invente!!!
Depois de tudo, curta a vida!!!
Você tem o seu pincel e as suas tintas... Pinte o seu paraíso e depois entre nele!
Acredite na beleza dos seus sonhos e na capacidade de realizá-los...
Eu lhe desejo um bom dia hoje,
amanhã e sempre!!!
Espero que goste...
Um Beijo Gde...
Fica com Deus
08/12/2005