26 de novembro de 2005

Só para loucos

Colhendo cogumelos na varanda de cristal
Avenidas paralelas, rua em forma de espiral
Pisando sempre em flores num pedaço de universo
Espinhos do destino fazem parte do meu verso
Só para os loucos, só para os raros
Confesso impressionado, nunca vi coisa igual
O banheiro era um refugio, um lugar espiritual
A estante era um bidê que continha livros raros
O nautilus no teto, bem em cima do vaso


24 de novembro de 2005

Cena de novela

Chove tanto lá fora, e eu parei em frente a TV esperando pra ir pra faculdade.
Estava passando uma cena da novela Bang Bang - o Ben dá pra Diana um cavalo de presente e ela sorrindo diz pra ele que aquele era mais um monte feliz e lindo que ia pra coleção dela.
E aí me peguei pensando... - será que mais alguém nesse mundo coleciona momentos felizes ou isso é mesmo só cena de novela?
Em meio a tantos problemas, tanta correria pra pagar as contas, pra cuidar da casa, pra educar os filhos, pra ganhar espaço e reconhecimento como pai/mãe, amante, filho(a), profissional, amigo, como ser humano, será que damos o devido valor aos momentos felizes que vivemos?
Não sei... parece que todo o resto tem "peso 2" em nossas vidas, menos o que nos faz feliz...
E de todos os hábitos que possamos cultivar, esse me parece o pior! e o mais triste!...