31 de dezembro de 2006

O tempo de cada um

Fim de ano é uma época engraçada. Uma alegria compulsória paira no ar: a gente fica feliz porque vai ter uns dias de descanso, porque começa o verão, porque vai curtir a família e os amigos.

E um otimismo insistente nos invade diante da perspectiva de começar outro ano, partir do zero rumo a novas metas, novos desafios.

Por outro lado, essa quase-obrigação de estar contente pode ser irritante. Afinal, nem todo mundo está completando um ciclo glorioso a cada mês de dezembro - não somos empresa, não temos ano fiscal e não precisamos fechar balanço anual.
Nossos ciclos têm outro tempo, outro ritmo. E avaliar resultados também pode ser um procedimento traiçoeiro para nós. O que parece sucesso hoje pode se revelar meio desastroso amanhã, com certo distanciamento histórico. E vice-versa: o que doeu como um fracasso monumental daqui a alguns meses ou anos pode ser festejado como a semente de uma grande vitória.

Portanto, na virada do ano, vamos lembrar as coisas que fizemos, não as que ficaram por completar. Vamos celebrar o momento, a companhia, o futuro pleno de oportunidades e surpresas.
O vazio a ser preenchido por qualquer coisa que a gente queira.

Que venha 2007!


29 de dezembro de 2006

tempo em fatias

"Quem teve a idéia de cortar o tempo em fatias, a que se deu o nome de ano, foi um indivíduo genial.
Industrializou a esperança, fazendo-a funcionar no limite da exaustão. Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar e entregar os pontos.
Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez, com outro número e outra vontade de acreditar, que daqui para diante vai ser diferente."
- Carlos Drummond de Andrade


27 de dezembro de 2006

O Ano Passado Que Vem

Quantas horas cabem num segundo?
Onde é que eu estou há cem mil anos atrás?
Pra que direção mora o futuro?
E que passado o amanhã nos trás?

Quantas vezes eu morri agora?
Quantas vidas irei suportar?
Não é por estar aqui do lado de fora
Que eu não adentre com o meu olhar

Ninguém pode ser feliz
Só os ignorantes
Que não prestam a devida atenção
Que não procuram a Verdade
Preferem sorrir pra ilusão
De viver uma só realidade


26 de dezembro de 2006

segundo Fases - Por Hoje é Só...

Estava visitando os blogs dos amigos, e no blog "Por Hoje é Só" tem um post do dia 13 de dezembro falando da diminuição das visitas nos blogs, dos posts novos... Aproveito pra registrar aqui meu comentário a respeito...

Talvez seja o final do ano... quem estuda tá em provas, quem trabalha faz mais horas pra ganhar os dias entre o natal e o ano novo, quem tem filhos corre em casa porque eles estão pra sair de férias, quem mora longe se prepara pra viajar...
talvez por isso todos tenham ficado mais distantes da net... ou então, estão mais introspectivos, revendo o ano que está acabando, os planos, as promessas.. cumpridas ou não... vai saber...
=)


23 de dezembro de 2006

!?!?


22 de dezembro de 2006

Você sabe a diferença entre você e tu?

Você pensa que sabe!! rsrsrs
Segue um pequeno exemplo, que ilustra muito bem essa diferença:
O Diretor Geral de um Banco, estava preocupado com um jovem e brilhante Diretor, que depois de ter trabalhado durante algum tempo com ele, sem parar nem para almoçar, começou a ausentar-se ao meio-dia.
Então o Diretor Geral do Banco, chamou um detetive e disse-lhe:
- Siga o Diretor Lopes durante uma semana, durante o horário de almoço.
O detetive, após cumprir o que lhe havia sido pedido, voltou e informou:
- O Diretor Lopes sai normalmente ao meio-dia, pega o seu carro, vai à sua casa almoçar, faz amor com a sua mulher, fuma um dos seus excelentes charutos cubanos e regressa ao trabalho.
Responde o Diretor Geral:
- Ah, bom, antes assim. Não há nada de mal nisso.
Logo em seguida o detetive pergunta:
- Desculpe, mas posso tratá-lo por tu?
- Sim, claro! - respondeu o Diretor surpreendido!
- Bom então vou repetir:
- O Diretor Lopes sai normalmente ao meio-dia, pega o teu carro, vai a tua casa almoçar, faz amor com a tua mulher, fuma um dos teus excelentes charutos cubanos e regressa ao trabalho...
Entendeu agora?


20 de dezembro de 2006

Último Dia

Meu amor
O que você faria se só te restasse um dia? Se o mundo fosse acabar
Me diz, o que você faria?


Ia manter sua agenda de almoço, hora, apatia?
Ou esperar os seus amigos na sua sala vazia?
Me diz, o que você faria?

Corria pr'um shopping center Ou para uma academia?
Pra se esquecer que não dá tempo Pro tempo que já se perdia?
Me diz, o que você faria?

Andava pelado na chuva? Corria no meio da rua?
Entrava de roupa no mar? Trepava sem camisinha?

Meu amor O que você faria? O que você faria?

Abria a porta do hospício? Trancava a da delegacia?
Dinamitava o meu carro? Parava o tráfego e ria?


Meu amor O que você faria se só te restasse esse dia?
Se o mundo fosse acabar Me diz, o que você faria?
Me diz o que você faria...

-Paulinho Moska


19 de dezembro de 2006

Blogger Beta

Oiês!!! Vcs também devem estar recebendo msgs sobre o blogger beta, né...
Então, eu criei um, de curiosidade, pra ver como funcionava. Muito legal! Tem algumas inovações que ajudam muito quem não entende nada de blog, nem de html.
O blog vem desenhado no template e vc pode arrastar as partes, colocar as cores e ver os resultados na mesma hora...
No entanto, no meu caso, algumas coisas se perderam... além de todos os posts, os comments também. Tá certo que eu não uso o "comentador" do blooger, mas só o fato de ter que "repostar" tudo outra vez já me deixou desanimada... rsrs
No entanto, eu criei o blog antes de receber a msg dizendo que eu poderia escolher trocar para o blogger beta... não sei se ao fazer essa escolha, o próprio blogger vai atualizar tudo automaticamente. Pode ser que sim, mas como não tenho certeza e a msg diz que uma vez feita a escolha não dá pra voltar atrás, eu não sei se vou arriscar...
Se por acaso alguém já tiver trocado e tiver alguma dica pra me dar, vou agradecer!
Até porque acho que podemos escolher não trocar agora, mas logo mais vamos acabar não tendo essa escolha...


18 de dezembro de 2006

?!...


17 de dezembro de 2006

Pesadelo

Às vezes você tem a sensação como se estivesse num pesadelo.
Você tá andando e tem uma coisa grande vindo atrás de você. Você sabe que alguma coisa ruim vai acontecer, e você não tem como evitar.
Mas você pode se virar. Você pode ver o que está atrás de você. Você pode encarar o seu pesadelo.


13 de dezembro de 2006

Cartas de Amor...

"Todas as cartas de amor são ridículas. Não seriam cartas de amor se não fossem ridículas.
Também escrevi em meu tempo cartas de amor, como as outras, ridículas.
As cartas de amor, se há amor, têm de ser ridículas.
Mas, afinal, só as criaturas que nunca escreveram cartas de amor é que são ridículas..."


- Álvaro de Campos
(heterônimo de Fernando Pessoa) - 21/10/1935


10 de dezembro de 2006

Será arte?


9 de dezembro de 2006

Meu Amor...

"Ela nem sabe que eu escondo uma flor
Só falta eu explodir em mil fragmentos,
Que eleve a flor meu leve e brando amor,

Mais juvenil que os próprios sentimentos.
Se encalhar nesta fria suposição,
Bem sei que vou para trás do ombro olhar,
E vou viver sempre em contradição,
De nunca ter em vida a cara quebrar.
E o tempo sempre em compasso andante,
Derrama o ácido sobre a mente ufana,
Mas ateia o fogo ó alma flamejante,
Porque o tempo atraiçoa e a vida engana.
Aceitas esta flor teu nome honrando,
A minha alma pela tua vai chamando..."
- Antônio


8 de dezembro de 2006

Será preciso ficar só pra se viver?

"... Se a gente não fizesse tudo tão depressa
Se não dissesse tudo tão depressa
Se não tivesse exagerado a dose
Podia ter vivido um grande amor
Um dia um caminhão atropelou a paixão
Sem teus carinhos e tua atenção
O nosso amor se transformou em "Bom dia"...
Qual o segredo da felicidade?
Será preciso ficar só pra se viver?
Qual o sentido da realidade?
Será preciso ficar só pra se viver?
Só pra se viver... Ficar só... Só pra se viver...


7 de dezembro de 2006

Por que não?

"...Por que não tentar? Qual o medo?
Por que não correr o risco de sofrer mais uma vez?
Por que não correr o risco de se apaixonar,
amar e descobrir que dessa vez vai dar certo?
Tanta procura! Tanta fuga! Tantos desencontros... "
- Mylene Keiko


Hhhmmm...

Ando meio triste... sem internet em casa, não tenho chance de escrever no blog, nem de ver os emails, nem de visitar o blog dos amigos...
Aproveito até pra pedir desculpas, porque sei que que apesar disso, eles ainda me visitam...
Mas logo logo isso se ajeita, e eu volto!!
=)


29 de novembro de 2006

Sonho ou Realidade?

Essa noite tive um sonho.. ou terá sido realidade?
Foi tudo tão real...!!
Você estava lá, lindo, forte, tão perto!!
Com um perfume embriagante, um olhar doce e sedutor...
E quanto mais de você eu me aproximava, mais meu coração disparava,
fazendo o sangue correr mais depressa em minhas veias aumentando meu calor!
Sua pele macia, quase aveludada.. um convite e tanto à perdição!
E eu nao resiti! Deixei meus labios sedentos tocarem seu rosto,
sua boca molhada, seu pescoço.. seu calor vital..
E sua vida se fundiu a minha, correndo em minhas veias
Me trazendo de volta, ao inicio do fim!...


26 de novembro de 2006

Silêncio

Outro dia li o seguinte:
"Parece meio estranho, mas o silêncio às vezes nos traz respostas das quais necessitamos. Escolha um dia em que você esteja se sentindo confuso, vá para um lugar tranquilo e deixe seu silêncio fluir. Ele trará um pouco de descanso à sua alma e a orientação certa para a sua mente."
E então me pus a pensar... não tem nada de estranho nisso, já que o silêncio sempre me preenche, sempre me completa... Nem sempre silencio o que devo, mas de todo, o silêncio é sempre alento...


23 de novembro de 2006

"vem de toda a parte e vai a toda a parte ..."

"Os braços que estão caídos não estão imóveis
E os olhos que estão voltados não estão sem ver..."
- Mário Dionisio


20 de novembro de 2006

mundo real ou realidade virtual?

A sombra de tudo que vejo, olhando esse mundo a meu redor
tenho dúvidas se esse mundo é real ou se tudo não passa de realidade virtual..
Ando pelas ruas, converso com pessoas,
e quanto mais delas tento me aproximar, mas quero fugir..
tenho quase certeza, eu não sou daqui...
Nada parece encaixar, as peças apresentam defeitos mínimos que tornam a engrenagem falha..
e minhas asas estão prontas, cansadas de esperar...


17 de novembro de 2006

Curiosidade do Brasil

Jordânia – MG
Fundação: 27/12/1948
Sua população estimada em 2004 era de 10.040 habitantes.

ISRAEL x JORDÂNIA
Tadeu Martins

Companheiros me escutem, prestem bastante atenção
nessa estória acontecida lá na minha região
quando se passava um ano da “gloriosa” revolução

Ainda tinha validade o título de eleitor
pois o povo ainda podia votar para governador
escolher quem bem quisesse para ser seu defensor

Era uma disputa braba, como não podia deixar de ser
pois só tinha dois partidos para o povo escolher
de um lado a U.D.N., do outro lado o P.S.D.

Cá nas Minas Gerais, esse Estado Brasileiro,
ao Palácio da Liberdade um queria chegar primeiro
Roberto Resende pela U.D.N., pelo P.S.D. Israel Pinheiro

Na cidade de Jordônia, onde esse fato se deu
o prefeito era udeenista, Roberto Resende venceu
mas no resto do Estado pra Israel Pinheiro ele perdeu

Passados quinze dias da posse do eleito
o povo de Jordânia ainda estava insatisfeito
pela sofrida derrota do candidato do prefeito

No outro lado do mundo a coisa “empretava”
dessa vez no Oriente Médio uma guerra estourava
fato que o prefeito de Jordânia nem sequer imaginava

No noticiário matinal da Rádio Guarani
o repórter anunciou essa manchete aqui:
"EXÉRCITO DE ISRAEL FOI PARA JORDÂNIA PRONTO PRA INVADIR"

O prefeito quase desmaia quando ouviu aquela notícia
chamou o seu secretário e ordenou com malícia:
“Avisa pro Delegado pôr de prontidão a polícia”

Mandou a família pra roça, foi pro correio telegrafar
pro deputado majoritário mandar homens lhe ajudar
pois Dr. Israel Pinheiro vinha pronto pra brigar
e explicou ao telegrafista, que ouvia tudo a sorrir,
"Dr. Israel Pinheiro não gostou de ter perdido a eleição aqui
e agora que tomou posse mandou o exército invadir”

O vigário que estava presente, lhe pôs a par da situação
que se tratava de uma batalha travada em outra nação
que não tinha cabimento essa sua preocupação

Olhando pro vigário disse o prefeito aliviado:
"Se Dr. Israel viesse mesmo ele ia voltar desmoralizado
nós arrasava o exército dele
eu, dez jagunços, um cabo e três soldados."


14 de novembro de 2006

Links

Não sei vcs, mas eu tô sempre dando uma olhada nos links dos blogs que eu visito - sempre tem alguma coisa boa!! rsrs
Mas pra quem não costuma visitar, aqui vai um recadinho:
eu achei um site de fotos muito bom! o Focus Gallery. Aliás, tendo um pouquinho de tempo e paciência, tenho certeza que vcs também vão adorar algumas imagens.
Sem contar alguns outros que estão na lista...
E se gostarem de alguma e quiserem copiar/postar, lembrem de pedir permissão ao "dono" da foto, pra dar os devidos créditos a quem merece!!
=)


13 de novembro de 2006

Segunda-Feira 13

Segunda-feira é um dia de amargar
Segunda-feira 13, é meu dia de azar

Pela manhã, logo ao despertar
Sinto que tem um gato preto a me olhar.
Coloco os pés no chão e tenho a certeza
Tenho a certeza que esse é o dia então.

Nessa alegria, me visto atrasado
Disparo e pego o ônibus, com certeza é o errado
Chegando ao trabalho, aquela surpresa -
O chefe com a macaca bem em cima da minha mesa

Vou almoçar em um bar bem fuleiro
Meu último trocado, rolou pelo bueiro
Minha namorada me mandou um cartão
Me deu um pé na bunda e foi morar com um sapatão

Chego em casa, a TV tá quebrada
E pra comer, na geladeira não tem nada
Dormindo só, de barriga vazia
Sorrindo porque amanhã é outro dia!

- Skamoondongos


9 de novembro de 2006

É cada uma que eu escuto...

Ontem estava assistindo TV com o Rapha, e mudando de canal pra ser se passava alguma coisa que presta, paramos por 1 minuto naquele programa do topa ou não topa do Silvio Santos, e a menina tinha que dizer se topava os 243.980,00 reais que o banqueiro tava oferecendo ou se ela não topava e continuava abrindo as maletas... no fim, ela não topou, claro! e ganhou apenas 0,50 centavos..
Aí o Rapha, comentou que se ele tivesse ganho essa grana compraria uns 2 ou 3 imóveis, colocaria o resto no banco e ficava com os juros. E na maior calma, com aquele tom mais normal do mundo emendou.. "aí, ia encher a cara de pinga e bater na mulher!"...
E em seguida nós dois caímos na gargalhada!! rsrsrsrsrsrs


8 de novembro de 2006

Caindo outra ficha!

Eu e minhas viagens... ontem estava no trabalho, e por uns minutos parei pra observar... eu trabalho num escritório com mais uns 50 fucnionários. Desses, apenas os estagiários (6), e alguns desenvolvedores (4) são mais jovens, o restante é mais velho, já com uma situação financeira e familiar mais estável - tem casa e carro, são casados, com filhos... E pela primeira vez percebi que esse perfil acaba espelhando exatamente a empresa, o tipo e o ritmo de trabalho que é ali desenvolvido.
Tá, eu sei.. vc vai dizer: "mas isso é óbvio, tá na cara", mas não pra mim... Eu sempre me irritei muito quando via pessoas mais velhas sendo deixadas de lado ou sendo discriminadas no mercado de trabalho, e sempre me perguntei o porque.. afinal, todos nós vamos envelhecer um dia, e nem por isso vamos ser menos competentes, ou menos úteis...
Mas naquele minuto isso ficou tão claro pra mim... lá o trabalho é sossegado, o clima é agradável, as pessoas são tranquilas.. não tem aqueles ataques mal-humorados de funcionários stressados, não tem aquelas caras feias, nem má-educação... mas também não tem dinamismo no dia-a-dia.. Tudo sempre foi feito daquele jeito, e continua sendo porque sempre foi assim... entende isso? Não existe muito interesse pra melhorar essa ou aquela atividade, não existe muita preocupação em crescer... não porque eles não julgam isso importante, mas porque eles mesmos já passaram dessa fase... eles já estudaram, já planejaram, já construiram, e cresceram.. hoje estão apenas esperando o tempo passar...


7 de novembro de 2006

Criança diz cada uma...

... diz cada uma e coloca a gente em cada situação... rsrsrsrsrs
Meus pais são separados e tiveram 2 filhas (minha irmã e eu). Minha mãe se "casou" de novo. Casou, entre aspas, porque eles não eram casados mesmo, apenas viviam juntos. E dessa união nasceu meu irmão. Ele foi crescendo, e sempre soube que eles não eram de fato casados.
Um dia minha mãe saiu pra comprar camisas pro meu padrasto e meu irmão, então com 4 pra 5 anos, e eu fomos com ela.
Na loja, atendida pelo vendendor, ela disse que queria 2 camisas para o marido dela, mas ficou na dúvida do número que ele usava, e pediu ao vendedor que colocasse em frente ao corpo pois eles eram mais ou menos da mesma altura, e perguntou pra mim se eu achava que serviria. Meu irmão, todo metido, quis dar palpite e perguntou pra quem era a camisa... e minha mãe disse, em tom de criança, que era para o marido dela... e ele, com toda inocência e cara-de-pau do mundo respondeu: "que marido?"...


4 de novembro de 2006

O Castelo Mal Assombrado...

Eu moro em SP há pouco tempo, e, ao contrário de muitos, não acho que seja um bom lugar pra se viver. Mas como todo bom brasileiro, eu também me acostumei... Mas tá longe de ser "meu lugar ao sol", sabe...
Sou obrigada a concordar que aqui tem muito o que se fazer, pra quem tem dinheiro... o que não é o meu caso (rsrs), e o de muitos. E aqueles que não são ligados a coisas materiais, aos luxos, às frescuras, assim como eu, acabam encontrando formas alternativas de se divertir...
Eu, por exemplo, vivo à procura dos "restos mortais" da cidade, das histórias mal-contadas dos becos e vielas, dos autores anônimos de estátuas e monumentos, dos cemitários-museus a céu aberto, dos escombros e ruínas que estão sob nossos pés...

O Castelo Mal Assombrado...
Na rua Dom Domingo de Silos, na zona norte de São Paulo, fica uma construção bastante conhecida na região. Para a maioria, o número 238 da rua abriga um casarão mal-assombrado. E sob certo ponto de vista, é preciso concordar que a aparência da residência colabora para aumentar a má impressão. Com muros recobertos por cercas vivas, o lugar é tomado pelo escuro. Na porta, uma imagem inteira branca é iluminada por uma lâmpada vermelha, dando o clima de medo e tensão.
Sobre o local, muito já se falou. Para alguns, é a residência da "Ku Klux Klan brasileira". Para outros, o templo de diversos rituais de magia negra, onde crianças são brutalmente sacrificadas. Dizem que a imagem que decora a entrada já foi vista, inclusive, caminhando pelos jardins...
Atualmente, a casa é um mosteiro, onde ficam abrigados os jovens ligados aos "Arautos do Evangelho", uma associação internacional de direito pontifício ligada à Igreja Católica. Na residência, há muito ocupada pela igreja, os jovens são treinados para evangelizar. "Aqui é como um mosteiro. Antes dos Arautos do Evangelho, a casa era ocupada pelos monges beneditinos", explica um dos internos. E quanto à lenda, o jovem diz ignorar: - "Não conheço as histórias", desconversa...
De qualquer forma, a casa atrai inúmeros curiosos, que, fascinados pelas lendas do "castelinho mal-assombrado", param esperando que algo aconteça...


2 de novembro de 2006

É Tudo Verdade

Se você é uma daquelas pessoas que acha que documentários são todos chatos, essa é a sua chance de mudar de idéia!
O "É Tudo Verdade - Festival Internacional de Documentários", dirigido por Amir Labaki, fundador do festival, é o principal evento voltado para o gênero documental na América Latina.
O festival será realizado de 22 de março a 1o de abril de 2007 em São Paulo e no Rio de Janeiro, com itinerâncias em Brasilia e Campinas.
Uma nova competição internacional dedicada a curtas-metragens é a primeira novidade do É Tudo Verdade 2007, cujas inscrições já estão abertas.
Saiba mais aqui!!


1 de novembro de 2006

Dia dos Mortos

"Nos cemitérios as lápides limpas, carpidas as ruas e túmulos em flores... As ruas engarrafadas, as lágrimas derramadas... A sensação de missão cumprida daqueles que crêem que os mortos precisam de um dia...
Dia de se lembrar e de homenagear... todos os mortos, indiscriminadamente...
Deixemos os mortos quietos, tranqüilos, que estejam nos mundos já sem desejos e sem apegos. O que fizeram enquanto vivos teve a ver com seu nascimento, educação, saúde, inclusão ou exclusão, violência ou violentação... Que todos descansem em paz..."


"Não sou eu quem desenha.
São estes átomos loucos que se unem num abraço escandaloso debaixo da ponta do meu lápis."
- Mairy Sarmanho


...Here comes the rain again
Falling on my head like a memory
Falling on my head like a new emotion...


31 de outubro de 2006

...


29 de outubro de 2006

Anoitecer Anterior

"Seguimos o nosso caminho, ilusoriamente iluminado.
À nossa frente a escuridão do costume apura-nos os sentidos amorfos. Esta trêmula sensação da noite a cair dentro de nós e a nossa volta... Para onde nos leva este longo caminho senão para a escuridão?
E o que é a escuridão senão o lar da nossa alma?"


27 de outubro de 2006

Solidão...

... Tem noites em que ela me devora
vai se apossando de mim
me envolvendo em seu manto negro e sem calor

Às vezes me apavoro,
me sinto num buraco sem fim
num mar revolto de pensamentos
sem um porto seguro ao redor

E quanto mais dela eu fujo
mais presa a ela me sinto
sem forças, sem coragem
sem vontade nenhuma de me livrar dessa dor...


25 de outubro de 2006

Surpresas

Às vezes fico pensando em tudo o que já passou, nas oportunidades que eu já tive, nas que eu perdi, nas que não aproveitei e nas que eu mesma joguei fora...
Por que será que a nossa vida, às vezes, toma rumos tão imprevisíveis, direções tão extremas quando a gente menos espera?...


22 de outubro de 2006

Planetário do Ibirapuera

"No último dia 22 de setembro o Planetário do Ibirapuera voltou a funcionar.
Foram sete anos, mas a espera valeu a pena. Ele volta com equipamentos modernos, de última geração.
O projetor StarMaster, de fabricação da empresa alemã Carl Zeiss, substituiu o antigo Universarium III, e juntamente com 44 projetores periféricos e outros equipamentos, é capaz de projetar o céu visto de qualquer ponto do sistema solar. Por usar um moderno sistema de projeção (fibra óptica), todas as estrelas são reproduzidas em cor e brilho reais.
O Planetário do Ibirapuera foi o primeiro a ser instalado na América Latina, em 26 de janeiro de 1957..."
As sessões serão gratuitas até o final de novembro!!
Preço da sessão: Gratuitas
Número de lugares: 280 lugares
Duração aproximada da sessão: 30 minutos
Informações: 5575-5425


21 de outubro de 2006

Adivinha quem tá aí?

... do jeito que tô azarada, só pode ser o piolho do urubu de estimação da bruxa...


19 de outubro de 2006

Raiva

"Que exploda toda hipocrisia!
Inclusive a minha, a sua , a nossa.
Quebremos a TV, o rádio, os out-doors
e todo este cenário construído
para sermos felizes.

Que não sobre nada que não seja gente
com sangue nas veias,
com força no peito,
com raiva no jeito
e paz no coração."
- Cláudio Lessa


18 de outubro de 2006

Éh... Boa Noite!...

Estava assistindo no Jornal Nacional a matéria sobre a nova política espacial, e se eu entendi bem o Bush tá querendo controlar e dominar o espaço!
Sem comentários!!...

Dá uma lida na matéria completa!
http://oglobo.globo.com/ciencia/mat/2006/10/18/286146573.asp


17 de outubro de 2006

Revolta

Não tenho muito talento pra escrever bonito, não fui uma aluna muito aplicada nas aulas de educação moral e cívica, e não tenho muito dom pra política, mas certas coisas me deixam revoltada!
O nosso país está se transformando num verdadeiro circo bem diante dos nossos olhos! E todas essas propagandas políticas, esses debates ridículos cheios de ironias e críticas, essas histórias mal-contadas de corrupção explícita, essas jogadas de marketing todas, tudo isso serve apenas para ridicularizar e desmoralizar ainda mais o que chamamos de nação.
E a minha revolta? Minha revolta é saber que minha voz não tem força nem poder nenhum pra nada! Que não adianta eu ser contra isso ou aquilo! Que minha indignação é tão grande quanto um zero à esquerda, porque em nenhum momento minha voz será ouvida!... Nem mesmo nas eleições, como dizem as propagandas, que significam exercício de cidadania, prova de democracia, e garantia de um futuro melhor!... (que ridículo!!!)


15 de outubro de 2006

Escândalos do Governo Lula

Especial da Veja sobre os escândalos no Governo Lula.
É uma pena que apenas 10% da população tenha acesso a esse material...
Nesse especial tem tudo sobre essa máfia chamada PT. Ordem cronológica, quem é quem, quem caiu, depoimentos e muitas outras coisas.


por Charles Chaplin

"Minha fé é no desconhecido,
em tudo que não podemos compreender por meio da razão.
Creio que o que está acima do nosso entendimento
é apenas um fato em outras dimensões
e que no reino do desconhecido há uma infinita reserva de poder."


14 de outubro de 2006

Last Night...

- Imagem: Noemi tolosa -
"Last night I didn't get to sleep at all (no, no)
I lay awake and watched until the morning light
Washed away the darkness of the lonely night...
And last night I didn't get to sleep at all
I know it's not my fault I did my best
God knows this heart of mine could use a rest...
The sleeping pill I took was just a waste of time
I couldn't close my eyes 'coz you were on my mind
And last night I didn't get to sleep
Didn't get to sleep, no, I didn't get to sleep at all..."


13 de outubro de 2006

...

Engraçado como tem dias que certas músicas não saem da cabeça da gente, né...

"... Juro que não vai doer Se um dia eu roubar O seu anel de brilhantes Afinal de contas dei meu coração E você pôs na estante Como um troféu No meio da bugiganga Você me deixou de tanga Ai de mim que sou romântica!...
... No fundo sempre sozinho Seguindo o meu caminho Ai de mim que sou romântica! Ai de mim que sou assim!..."
- Mutante - Rita Lee


11 de outubro de 2006

Inveja

Às vezes olhando a minha volta, percebendo esse mundo em que vivemos, me dou conta que certos detalhes que elevam a alma humana se perderam por aí... Amizade sincera e desinteressada, amor puro e verdadeiro, honestidade, fidelidade, verdade, lealdade... parecem ter rolado ralo a baixo nesses dias tão estranhos... Rostos falsos, gestos dissimulados, pessoas de plástico, que nada tem pra oferecer... e que nada querem além do que é de outrem...
Dos pecados capitais, se acabam na inveja, se corroem por dentro, fingindo ser o que não são, falsificando sentimentos que não tem, vivendo uma grande ilusão... Atrapalhando algumas vidas, prejudicando outras, distribuindo traição...


5 de outubro de 2006

...

"Já perdoei erros quase imperdoáveis, tentei substituir pessoas insubstituíveis e esquecer pessoas inesquecíveis.
Já fiz coisas por impulso, já me decepcionei com pessoas quando nunca pensei me decepcionar, mas também decepcionei alguém.
Já abracei pra proteger, já dei risada quando não podia, fiz amigos eternos, amei e fui amado, mas também já fui rejeitado, fui amado e não amei.
Já gritei e pulei de tanta felicidade, já vivi de amor e fiz juras eternas, "quebrei a cara" muitas vezes!
Já chorei ouvindo música e vendo fotos, já liguei só pra escutar uma voz, me apaixonei por um sorriso, já pensei que fosse morrer de tanta saudade e tive medo de perder alguém especial (e acabei perdendo)!
Mas vivi! E ainda vivo! Não passo pela vida...
Bom mesmo é ir a luta com determinação, abraçar a vida e viver com paixão, perder com classe e vencer com ousadia, porque o triunfo pertence a quem se atreve e a vida é muito para ser insignificante."

- Charles Chaplin


27 de setembro de 2006

Viagem!

Pra variar, não consegui dormir cedo, nem tanto quanto eu gostaria.. não sei o que acontece, mas quando a noite chega, parece que todos os meus neurônios despertam.
E como o pensamento não pára, as histórias ganham personagens, cheiro, cor e sabor nos curtas que eu invento...
Aliás, é exatamente essa sensação que eu tenho, que crio curtas o tempo todo, sobre todos os temas e assuntos. Será que isso é normal? Montar historinhas completas, com começo, meio e fim? Com as falas e reações dos personagens, nas mais diversas situações?
E você muito se engana se o final é sempre feliz pra mim! Afinal.. a vida não é um conto de fadas, né?!
Mas agora tô aqui, morrendo de sono, sentada na frente desse micro, esperando o tempo passar...


19 de setembro de 2006

Só pra descontrair

Manual da Mulher Resolvida
1. Se ele se interessou, ele liga! É isso mesmo, quando o cara quer, não tem projeto importante, morte da tia ou trânsito maluco que o impeça de teconvidar pra sair.
2. Passou uma semana sem ouvir notícias dele? Esquece, parte para outra! Ligar para saber se tá tudo bem, nem pensar! Homem que tá perdido merece ser esquecido! Sem pena! Não merece ninguém! Mulher que se preza, gosta deser conquistada!!!
3. Vocês saíram e ele não ligou mais. Foi por que você deu? Ou foi por que você não deu? Na verdade, pouco importa. Se o que ele estava a fim era de sexo, ótimo! Sexo é que nem pizza: bom-até-quando-é-ruim.. Mas se você não deu, ele provavelmente não te procurou mais porque achou que ia dar muito trabalho. Ou seja, pare de se atormentar porque transou ou não. Duas lições: dar uma de difícil depois de uma certa idade já era!! Ridículo é fazer tipinho!!! E além do mais você vai se arrepender de ter dado e de não ter dado....
4. Homens comprometidos - diga não!!! A relação dele tá em crise, péssima, só falta oficializar o fim??? Ótimo! Se ele quiser continuar infeliz, dane-se! Senão, ele termina de uma vez e depois te procura, combinado?
5. Ouviu aquela clássica: "Você é boa demais pra mim..."? Acredite, amiga! É mesmo!!! Descarte o cidadão e pare de bancar a Madre Tereza de Calcutá!
6. Nem tente... Não dá pra namorar um cara pelo qual você não tem um mínimo de admiração.
7. Traição - não continue com um cara que te chifrou se você não agüentar a onda de ser traída de novo. E olho vivo se ele já foi infiel com outras. A gente sempre acha que com a gente vai ser diferente.... acorda! - nunca é!!!
8. Atenção - A fila anda!! Pior do que nunca achar o homem certo, é viver pra sempre com o homem errado!!
A partir de hoje o lema é:
"Homem que não dá assistência abre concorrência e perde a preferência!"


13 de setembro de 2006

Direitos Autorais

Eu tenho visto e ouvido muitas coisas sobre direitos autorais, principalmente os digitais.
Vejo pessoas reclamando nos blogs, deixando recados do tipo: "não copie/roube meus posts", "nada de cópias", etc.. recadinhos contra plágio, contra cópia de fotos e posts...
Eu concordo que ver algo que vc escreveu no blog de alguém e vc nem saber que esse alguém copiou o seu post é meio chato, mas por outro lado, isso significa que a pessoa gostou tanto, se identificou tanto com o que vc escreveu e que de alguma forma ela gostaria de ter escrito aquilo e não encontrou as palavras certas, que acabou copiando pro blog dela..
Eu sou contra plagiar livros, estudos científicos, poesias, notícias, mas não gostaria de ver os blogs envolvidos nessa guerra dos crimes autorais... Afinal, quantos de nós, que temos blogs, já não caímos na armadilha de postar um poema e colocar o nome do autor, acreditando ser aquele o autor e no fim não era? Ou ainda, nunca soubemos que aquele trecho da música que gostamos tanto na verdade é o trecho de um livro publicado? Ou ainda encontrar nas palavras de alguém o que reproduz exatamente o que pensamos ou sentimos e não sabemos bem como explicar?
Seria legal se todos se preocupassem em pedir pra reproduzir um post, ou identificar os verdadeiros escritores dos poemas, etc.. mas se isso nem sempre acontece, ainda assim prefiro ver meus posts espalhados por aí...


12 de setembro de 2006

BEIJO

Substantivo comum.
Próprio, também, conforme a ocasião.
Concorda com qualquer sexo
E
serve de conjunção!!


9 de setembro de 2006

Caindo outra ficha...

A vida toda meus amigos me procuraram, e procuram ainda, quando precisam conversar.. eles dizem que eu sempre tenha as palavras certas pras horas certas... E por certo que todos nós influenciamos, de um jeito ou de outro, a vida dos nossos amigos... E eu sempre fui muito boa pra falar o que penso, o que acho, o que vejo, o que, de certa forma, contagia o outro, faz o outro pensar...
Mas só agora, há alguns dias atrás, é que pude ver, com tanta clareza, que nem sempre o outro tem interesse, disponibilidade e coragem pra encarar e peitar o que ouve..., nem sempre o outro tem forças pra enfrentar, aliás, na maioria das vezes não tem; e mais ainda – a minha verdade nunca vai ser a verdade do outro!!...

É eu sei.. isso é tão óbvio!!.. pois é...


8 de setembro de 2006

Quero

"Quero que todos os dias do ano, todos os dias da vida, de meia em meia hora, de 5 em 5 minutos, me digas: Eu te amo.
Ouvindo-te dizer: Eu te amo, creio, no momento, que sou amado. No momento anterior e no seguinte, como sabê-lo?
Quero que me repitas até a exaustão que me amas, que me amas, que me amas. Do contrário evapora-se a amação. Pois ao dizer: Eu te amo, desmentes, apagas, teu amor por mim.
Exijo de ti o perene comunicado. Não exijo senão isto, isto sempre, isto cada vez mais. Quero ser amado por e em tua palavra. Nem sei de outra maneira a não ser esta de reconhecer o dom amoroso, a perfeita maneira de saber-se amado: amor na raiz da palavra e na sua emissão, amor saltando da língua nacional, amor feito som, vibração espacial.
No momento em que não me dizes: Eu te amo, inexoravelmente sei que deixaste de amar-me, que nunca me amaste antes.
Se não me disseres urgente repetido Eu te amo amo amo amo amo, verdade fulminante que acabas de desentranhar, eu me precipito no caos, essa coleção de objetos de não-amor."

- Carlos Drummond de Andrade


5 de setembro de 2006

Essa eu tenho que contar...

Estava almoçando com 2 "colegas" de trabalho e estávamos falando sobre as homenagens que são feitas para as pessoas depois que elas morrem, mais especificamente por causa do Bussunda.. e aí acabamos falando sobre o Eistein, que inventou a bomba nuclear e morreu sem saber que a fórmula que ele descobriu era também a fórmula da vida, não só da destruição...
E aí uma delas fez o seguinte comentário:
"Acho um absurdo isso, de um cientista inventar uma fórmula dessas.. ele nunca deveria ter intentado uma coisa dessas, uma bomba nuclear... cientistas não deveriam inventar coisas tão ruins..."

...!!! ...!! ...!!!...


30 de agosto de 2006

Oração da Mulher

"Querido Deus:
Até agora o meu dia foi bom!
Não fiz fofoca. Não perdi a paciência. Não fui gananciosa, sarcástica, rabugenta, chata e nem irônica.
Controlei minha TPM, não reclamei, não praguejei, não gritei, nem tive ataques de ciúmes.
Não comi chocolate. Também não fiz débitos em meu cartão de crédito. E não dei cheques parcelados.
Mas peço a sua proteção, Senhor, pois estou para levantar da cama a qualquer minuto!..."


27 de agosto de 2006

E viva Londres!! uhuhuhuhuhu

Wow!!Outro dia achei uma matéria da equipe do MSN.Balada dizendo o seguinte:

"Você já parou para pensar qual e a melhor balada em Londres? ... Nesta edição desvendamos as baladas internacionais e tracamos um roteiro das melhores opçõcoes de agito em alguns lugares do mundo. Preparado para a viagem?"

"... direto da Europa, Anna Calderon fala de Londres... os pubs - que ficam abertos até 23:00h, os clubes, e as raves que podem durar um final de semana inteiro.
'As raves são bem famosas aqui, principalmente entre a brasileirada'. Entre os seus clubes Londrinos favoritos, a brasileira citou 'Fabric, Fridge, 414, Key, Heaven, Guetto, Vibe Bar, 93, The Pool, Mass e Turnmills'.
E, para ela, as festas mais agitadas são 'Hard House Academy, Antiworld, Frantic, Heat, Synergy, Wild Child, Lashed... Essas festas normalmente rolam na Brixton Academy, SeOne, Alexandra Palace e Koko'.

Agora, que coincidência: quase todos esses lugares eu conheço! E de carteirinha! rsrsrs... Fabric, Fridge, Heaven, Guetto (que saudade!!)... dessa lista só faltou conhecer 414, Key e 93.

Das festas nem dá pra falar... Hard Hause Academy, Frantic, Antiworld... Brixton Academy e Palace são demais!

E viva Londres!! uhuhuhuhuhu


25 de agosto de 2006

Iniciativa do Mec

Você já pensou em como ler gratuitamente todas as obras do Machado de Assis, as obras como a "A Divina Comedia", ler o "Navio Negreiro" ou ter acesso a historinhas infantis em vários idiomas? Ou como ter acesso às grandes pinturas de Leonardo da Vinci? Ou poder escutar uma música em MP3 de alta qualidade gratuitamente?
Pois o Ministério da Educação está disponibilizando tudo isso gratuitamente, basta acessar o portal Domínio Público - uma biblioteca virtual no site do MEC - http://www.dominiopublico.gov.br/

Acessem o site, façam propaganda para que esta excelente iniciativa continue a crescer!!


24 de agosto de 2006

O que o trabalho não faz com as pessoas, hein...

By Mariana!..

"Sabe que esses dias estava pensando que a área de mapeamento de processos é uma área bem bacana...

Tipo, a pessoa que mapeia acaba tendo um grande conhecimento tanto daquele processo como às vezes no todo. São pessoas inteligentes, competentes, esforçadas e gostam do que fazem.
Mas td no seu trabalho tem resquícios... que faz com que a pessoa não bata bem da cabeça ou algo assim...

Fico com receio do que as pessoas pensam daquelas que andam com gente que mapeiam processos... Pq se ficarmos iguais a elas estamos perdidas!!!!"

Vide exemplo:
OBS: Estou com um leve pressentimento de que a Patricia vai ficar igual!! rsrs


23 de agosto de 2006

.?.?.?.


21 de agosto de 2006

Críticas

Julgar ou criticar aquilo que não faz parte do nosso dia-a-dia, da nossa realidade é fácil, muito mais fácil do que visualizar a realidade intrínseca a cada ser/situação...
Quando se trata de coisas, vá lá.. eu dou um desconto, afinal.. só quem não experimenta é que sai perdendo, mas quando se trata de pessoas.. aí não consigo perdoar! E eu acredito que todo mundo tem algo de bom a acrescentar, independente da raça, crença, opção sexual...
Sei que esse é um tema pra lá de polêmico, e que pode gerar muita discussão, muita confusão, muito mal-entendidos, mas o que há, afinal, de tão ruim na diferença, seja ela qual for?
No que for do seu agrado, que seja verdadeiro, por inteiro, até a rapa. No que não for, não tome parte, não experimente... mas não critique, não desdenhe, não julgue...
Olhe-se no espelho - coisas que você não gosta nos outros podem bem ser o que outros não gostam em você!...


20 de agosto de 2006

Olhos nos olhos...

Os olhos são a janela da alma
por onde entram e saem múltiplas sensações!...


16 de agosto de 2006

...

"O joão-de-barro não faz casa pra alugar
O elefante é fortão mas não faz guerra
O leão não ataca sem fome
Depois o único bicho inteligente é o homem."

"A sujeira e a fumaça
estão conseguindo o impossível:
pássaros morrendo por falta de ar,
peixes morrendo de sede no mar."

- Ulisses Tavares


14 de agosto de 2006

Paranapiacaba

Esse passeio vale a pena!!...
Que cidadezinha linda!!..
Próximo a São Paulo, em Santo André, no alto da Serra do Mar, Paranapiacaba, uma estação de trem com uma pequena vila de ferroviários, nos abre uma janela para um momento importante da história do Brasil.
Paranapiacaba era uma estação singular, pois fazia parte da solução dada pelos engenheiros da época para transpor as íngremes escarpas da Serra do Mar e ligar o interior paulista ao porto de Santos, para escoar a crescente safra de café. A influência inglesa, marcante na época, se traduz no maquinário a vapor e na arquitetura da vila.
Uma das características mais marcantes do lugar, que pude presenciar, é a mudança repentina do tempo. Um dia de sol rapidamente se encobre e torna a se abrir. O paredão de serra, recebendo os ventos úmidos do mar, cria paisagens londrinas em pleno hemisfério sul, de uma hora para outra. A vila adquire um ar fantasmagórico que você poderá sentir na pele, caminhando entre vagões e máquinas abandonados no tempo.
Se você tem um dia, o passeio se completa com a visita à vila e ao Museu Ferroviário, mas se o ânimo for maior, há quem organize um passeio ecológico que completa a visita. De Paranapiacaba saem trilhas de descida da Serra do Mar até a baixada Santista. A emoção de refazer trajetos conhecidos desde a época dos índios é indescritível.


12 de agosto de 2006

Caindo a ficha..

Eu não sei se isso acontece com vcs, mas comigo acontece de vez em quando, de num primeiro momento eu ler algum artigo, ver um filme ou ouvir uma música e não compreender seu sentido, seu significado... e tempos depois a ficha cair.. Aí fico rindo sozinha , claro!! rsrsrsrs

No começo do ano eu assisti Constantine, e depois dessa, assisti mais umas 10 vezes, sendo a última uns dias atrás... e só então consegui entender a traição do anjo Gabriel...


10 de agosto de 2006

E vamos beber!!...

Happy hour aumenta chances de sucesso na carreira, diz estudo da France Presse, em Edimburgo (Reino Unido).
As pessoas que saem depois do trabalho para beber com os amigos têm mais chances de serem promovidas no emprego do que as que não gostam de happy hour, revela um estudo realizado na Universidade de Sterling, na Escócia, e divulgado hoje pela imprensa britânica.
Os trabalhadores que bebem álcool com moderação ganham em média 17% mais que seus colegas que não bebem, mostra a pesquisa, feita por uma equipe de economistas da faculdade.
Tomar chope no bar depois do expediente ajuda a criar um clima de confiança entre os colegas. Além disso, as pessoas estreitam suas relações e tornam o dia-a-dia mais descontraído no trabalho, aspectos positivos para o futuro da carreira, explicam os pesquisadores.
Por outro lado, os grandes bebedores (aqueles que tomam mais de 12 litros de álcool por semana, para os homens, e nove litros, para as mulheres) ganham em média 6% a menos que seus colegas moderados. Mas ainda assim continuam recebendo 5% mais que os caretas.
O estudo foi lançado pelo governo escocês, com 17 mil entrevistados nascidos no Reino Unido, durante em 1958. O progresso dessas pessoas na carreira foi avaliado a partir de entrevistas regulares. Mas só agora os pesquisadores da Universidade de Sterling concluíram a análise dos últimos resultados, levantados em 2000.
"O estudo mostra que não é melhor evitar o álcool", resumiu o professor David Bell, do departamento econômico da universidade.
"As pessoas que bebem moderadamente parecem de fato receber melhores salários. Os salários começam a cair quando as pessoas ultrapassam o limite recomendado pelo governo. Mas é preciso beber realmente muito para que o álcool seja um problema na vida da pessoa", concluiu.


9 de agosto de 2006

O sagrado segredo dos vencedores

Para fazermos parte da sociedade atual e alcançar o status social, desde pequenos somos estimulados a disputar um lugar especial no universo. Basta ligar a televisão para constatarmos esse fato e na ótica dessa publicidade, sinônimo de sucesso profissional e pessoal é ser um consumista insaciável, ter muita grana e poder, dirigir carrões importados, malhar na melhores academias, vestir roupas da moda, usar os melhores perfumes e manter relações afetivas com as pessoas mais bonitas.
A vida hoje é tão competitiva que descobri esses dias numa palestra de um banco sobre expectativas econômicas que até dinheiro bom estressa. O consultor citou que o dólar, no auge do seu “stress”... Então pensei comigo mesmo que até dinheiro entra em depressão.
Somos predestinados a trabalhar como mouros para “chegarmos lá”, onde quer que este lugar esteja. Não entra sequer nesta discussão se seremos felizes ou não com isso.
Não vejo nada contra buscar o sucesso, galgar o Olimpo do topo e pelo contrário, vejo isso como algo saudável, a busca pelo melhor. Mas a pergunta que se faz é: Vou ser feliz quando chegar lá?
O segredo dos vencedores é a paixão. Conquistar um lugar ao sol é apenas conseqüência dessa paixão.
Para fazer as escolhas certas você precisa entrar em contato com a sua alma e é nesta solidão pessoal que você encontrara as respostas para a sua vida.
No início do século passado por ocasião da Guerra da Coréia a frota russa viajou quase um ano para guerrear com o Japão e perderam a guerra num dia de batalha. O vaidoso Czar Nicolau II queria a vitória a qualquer custo para desviar a atenção de suas dificuldades econômicas domésticas.
Assim também é quem busca desesperadamente o sucesso esquecendo-se que a vida não é uma emergência e sim uma maratona, ou seja, a vida não é uma coincidência e sim uma conseqüência.
Ser feliz não é conseqüência de ter sucesso assim como ter sucesso não é garantia de ser feliz. Este é o sagrado segredo dos vencedores.


4 de agosto de 2006

E o monstrinho disse:

"... mas que eu me sinto o último biscoito amassado com o recheio lambido do pacote...às vezes me sinto...kkkkk"


2 de agosto de 2006

Pathy, Chris e Rogério

"A saudade é um trem de metrô subterrâneo obscuro escuro claro
é um trem de metrô...
A saudade é prego parafuso quanto mais aperta tanto mais difícil arrancar
A saudade é um filme sem cor que meu coração quer ver colorido...
A saudade é uma colcha velha que cobriu um dia numa noite fria nosso amor em brasa
A saudade é Brigitte Bardot acenando com a mão num filme muito antigo..."


29 de julho de 2006

É possível comer um elefante!...
um pedacinho por dia!!


27 de julho de 2006

Festa à Fantasia 1


25 de julho de 2006

O mundo sem mulheres...

"O cara faz um esforço desgraçado para ficar rico pra quê? O sujeito quer ficar famoso pra quê? O indivíduo malha, faz exercícios pra quê?
A verdade é que é a mulher o objetivo do homem. Tudo que eu quis dizer é que o homem vive em função de você. Vivem e pensam em você o dia inteiro, a vida inteira. Se você, mulher, não existisse, o mundo não teria ido pra frente.
Homem algum iria fazer alguma coisa na vida para impressionar outro homem, para conquistar sujeito igual a ele, de bigode e tudo. Um mundo só de homens seria o grande erro da criação.
Já dizia a velha frase que "atrás de todo homem bem-sucedido existe uma grande mulher".
O dito está envelhecido. Hoje eu diria que "na frente de todo homem bem-sucedido existe uma grande mulher".
É você, mulher, quem impulsiona o mundo. É você quem tem o poder, e não o homem. É você quem decide a compra do apartamento, a cor do carro, o filme a ser visto,o local das férias. Bendita a hora em que você saiu da cozinha e, bem-sucedida, ficou na frente Todos os homens.
E, se você que está lendo isto aqui for um homem, tente imaginar a sua vida sem nenhuma mulher.
Aí na sua casa, onde você trabalha, na rua. Só homens. Já pensou? Um casamento sem noiva? Um mundo sem sogras?
Enfim, um mundo sem metas."

- Arnaldo Jabor


23 de julho de 2006

Coisas de photoshop!...


20 de julho de 2006

Miau!... Miauu!!.. Miaauuu!!!..


16 de julho de 2006

Arrependimentos

Esse é o tipo de coisa que todos guardamos e quase nunca nos traz nenhum benefício.
Tá certo que é bom analizarmos nossos erros passados e os usarmos como base para as nossas experiências futuras, mas ficar se martirizando o tempo todo é uma tortura sem sentido. Esqueça o se: "se eu tivesse agido desta forma...", "se eu tivesse dito aquilo...". O se não existe. O que está feito está feito. Só se lembre de ter mais calma e ser mais racional no futuro.


14 de julho de 2006

Encontros e Desencontros

Encontros e desencontros... acontecem todos os dias, na vida de todos nós, não é mesmo?
Pois eu recebi um email ontem que me fez pensar a respeito...

Esses encontros e desencontros são tão estranhos... até parecem mãos divinas nos orientando, agindo em nossa vida!
Mas nem sempre temos condições de compreender tais acontecimentos. Nem sempre vemos com clareza o porque deles acontecerem. E num primeiro momento reclamamos ou achamos ruim quando algo que programamos ou desejamos não acontece como gostaríamos, e aí acontece outra coisa diferente... e muitas vezes, só mais tarde percebemos que se aquele primeiro desejo tivesse sido atendido, o segundo teria sido um desastre... como pode?
Quem dera se compreendêssemos que tudo acontece por algo de bom que nos espera!...


10 de julho de 2006

Qual a sua experiência?

Sabe esses emails que a gente recebe não sabe de quem, nem como veio parar na nossa cx postal? Eu recebi esse aqui esses dias, e apesar de não saber se é verdade, achei legal a idéia!

Diz que é a redação vencedora de um candidato que concorria a uma vaga de emprego... E o tema da redação era...

"Qual a sua Experiência?"
"Já fiz cosquinha na minha irmã só pra ela parar de chorar, já me queimei brincando com vela.
Eu já fiz bola de chiclete e melequei todo o rosto, já conversei com o espelho, e até já brinquei de ser bruxo.
Já quis ser astronauta, violinista, mágico, caçador e trapezista.
Já me escondi atrás da cortina e esqueci os pés pra fora. Já passei trote por telefone.
Já tomei banho de chuva e acabei me viciando.
Já roubei beijo. Já confundi sentimentos.
Peguei atalho errado e continuo andando pelo desconhecido.
Já raspei o fundo da panela de arroz carreteiro, já me cortei fazendo a barba apressado, já chorei ouvindo música no ônibus.
Já tentei esquecer algumas pessoas, mas descobri que essas são as mais difíceis de se esquecer.
Já subi escondido no telhado pra tentar pegar estrelas, já subi em árvore pra roubar fruta, já caí da escada de bunda.
Já fiz juras eternas, já escrevi no muro da escola, já chorei sentado no chão do banheiro, já fugi de casa pra sempre, e voltei no outro instante.
Já corri pra não deixar alguém chorando, já fiquei sozinho no meio de mil pessoas sentindo falta de uma só.
Já vi pôr-do-sol cor-de-rosa e alaranjado, já me joguei na piscina sem vontade de voltar, já bebi uísque até sentir dormentes os meus lábios, já olhei a cidade de cima e mesmo assim não encontrei meu lugar.
Já senti medo do escuro, já tremi de nervoso, já quase morri de amor, mas renasci novamente pra ver o sorriso de alguém especial.
Já acordei no meio da noite e fiquei com medo de levantar. Já apostei em correr descalço na rua, já gritei de felicidade, já roubei rosas num enorme jardim. Já me apaixonei e achei que era para sempre, mas sempre era um "para sempre" pela metade.
Já deitei na grama de madrugada e vi a Lua virar Sol, já chorei por ver amigos partindo, mas descobri que logo chegam novos, e a vida é mesmo um ir e vir sem razão.
Foram tantas coisas feitas, momentos fotografados pelas lentes da emoção, guardados num baú, chamado coração.
E agora um formulário me interroga, me encosta na parede e grita: "Qual sua experiência?".
Essa pergunta ecoa no meu cérebro: experiência... experiência...
Agora gostaria de indagar uma pequena coisa para quem formulou esta pergunta: Experiência? Quem a tem, se a todo o momento tudo se renova?"


9 de julho de 2006

Incentivando o uso da camisinha!

Agora vc sabe porque usar!! hihihih


5 de julho de 2006

Agradecimentos

- If you wait until everything's perfect
you'll wait forever -
Gente, quero agradecer todos os recadinhos que tenho recebido e todas as visitas também!
E aproveito pra me desculpar se não tenho deixado recadinhos pra vcs, mas com a mudança e com o trabalho não tenho muita chance de chegar perto da internet tanto quanto eu gostaria... :-(
Fico muito feliz de ver que de certa forma estamos aumentando nosso círculo de amizade, ainda que virtual!!!


4 de julho de 2006

35 anos para ser feliz!

Uma notinha instigante na Zero Hora de 30/09: foi realizado em Madri o Primeiro Congresso Internacional da Felicidade, e a conclusão dos congressistas foi que a felicidade só é alcançada depois dos 35 anos. Quem participou desse encontro? Psicólogos, sociólogos, artistas de circo? Não sei. Mas gostei do resultado.
A maioria das pessoas, quando são questionadas sobre o assunto, dizem: "Não existe felicidade, existem apenas momentos felizes". É o que eu pensava quando habitava a caverna dos 17 anos, para onde não voltaria nem puxada pelos cabelos. Era angústia, solidão, impasses e incertezas pra tudo quanto era lado, minimizados por um garden party de vez em quando, um campeonato de tênis, um feriadão em Garopaba. Os tais momentos felizes.
Adolescente é buzinado dia e noite: tem que estudar para o vestibular, aprender inglês, usar camisinha, dizer não às drogas, não beber quando dirigir, dar satisfação aos pais, ler livros que não quer e administrar dezenas de paixões fulminantes e rompimentos. Não tem grana para ter o próprio canto, costuma deprimir-se de segunda a sexta e só se diverte aos sábados, em locais onde sempre tem fila. É o apocalipse. Felicidade, onde está você? Aqui, na casa dos 30 e sua vizinhança.
Está certo que surgem umas ruguinhas, umas mechas brancas e a barriga salienta-se, mas é um preço justo para o que se ganha em troca. Pense bem: depois dos 30, você paga do próprio bolso o que come e o que veste. Vira-se no inglês, no francês, no italiano e no iídiche, e ai de quem rir do seu sotaque. Não tenta mais o suicídio quando um amor não dá certo, enjoou do cheiro da maconha, apaixonou-se por literatura, trocou sua mochila por uma Samsonite e não precisa da autorização de ninguém para assistir ao canal da Playboy. Talvez não tenha se tornado o bam-bam-bam que sonhou um dia, mas reconhece o rosto que vê no espelho, sabe de quem se trata e simpatiza com o cara.
Depois que cumprimos as missões impostas no berço — ter uma profissão, casar e procriar — passamos a ser livres, a escrever nossa própria história, a valorizar nossas qualidades e ter um certo carinho por nossos defeitos. Somos os titulares de nossas decisões. A juventude faz bem para a pele, mas nunca salvou ninguém de ser careta. A maturidade, sim, permite uma certa loucura. Depois dos 35, conforme descobriram os participantes daquele congresso curioso, estamos mais aptos a dizer que infelicidade não existe, o que existe são momentos infelizes. Sai bem mais em conta.
- Martha Medeiros, Outubro de 1998


3 de julho de 2006

triste fim...

Da copa, a única frase que me vem à cabeça é a seguinte:
Se a França comprou a copa passada (como diz a lenda!), nessa ela calou a boca do povo!

E diga-se de passagem – jogou muuuuito!!


2 de julho de 2006

Silêncio

Eu tenho recebido zilhões de emails e correntes contra o Marcola, o Garotinho, o Parrera e a copa, o Lula... e vcs podem estar se perguntando porque é que eu não fiz nenhum comentário sequer, porque eu não postei nada a respeito dessas baixarias todas até agora... bom, primeiro porque não tenho uma visão politica-econômica muito boa; segundo, não sou muito boa de críticas, e em meu vocabulário faltam palavras pra descrever a revolta, o desapontamento, a tristeza que sinto.
No entanto, tudo tem 2 lados...
Se de um lado está o governo e seus co-adjuvantes, do outro estamos nós, que também temos direitos e deveres... se está tudo tão ruim, a culpa é dos dois lados, a meu ver. Nós não agimos porque eles não agem, eles não agem porque nós não agimos... já se fechou um círculo, uma engrenagem perfeita do caos!
E aí fica fácil sair culpando o primeiro que se vê na frente.
E é por isso que não tenho dito nada a respeito...


27 de junho de 2006

Dados Digitais

Ontem eu fiquei na fila do cartório pra reconhecer firma por uns 20 ou 30 min.. e enquanto aguardava desandei a “filosofar”..
Em que ano estamos? 2006? De que século? Todos dizem que é o XXI, mas com tanta tecnologia e tanta “visão” futuristica, às vezes ainda me sinto na época das carroças, ou das charretes...
Vamos pensar nos tantos documentos que temos que ter em mãos e carregar pra onde quer que vamos: RG, CPF, Carteira de Habilitação, Carteira de Trabalho, PIS, Passaporte, Certidão de Reservista (para os homens).. sem contar o Título de Eleitor com todos os comprovantes das eleições passadas...
Não seria MUITO mais SIMPLES e SEGURO se todos estes documentos se convertessem num único cartão eletrônico?
E quanto ao reconhecimento de firma? Um pedaço de papel que tem minha assinatura 2 vezes e a assinatura de um atendente do cartório dizendo que a minha assinatura é real! Detalhe: tenho que fazer um desse em cada cidade que eu for, caso precise comprovar algo. Quer dizer, pra alguém que trabalha viajando, que cada hora mora por um tempo numa cidade, tem vários cartõezinhos com sua assinatura distribuídas pelo país. Será isso seguro?
E quanta burocracia! Apresenta esse documento, mais aquele, a cópia, o marido, a mãe, o papagaio... a lista de coisas que temos que apresentar conforme vontade alheia é enorme!
Multas! Sabia que quem tem um carro de Santa Catarina, por exemplo, pode rodar em SP à vontade sem tomar uma multa sequer? E sabe por quê? Por que os sistemas não se conversam!!
E por aí vai...
Em pleno século XXI, tantas coisas, às vezes inúteis, evoluem e tantas outras importantes, páram no tempo...


25 de junho de 2006

Meio-Termo

Sem querer parecer careta, mas temos que chegar a um meio-termo na vida. Temos que curtir, sair, nos divertir e namorar muito, mas também temos que nos preocupar com o nosso lado espiritual, não nenecessariamente através de uma religião, mas através de algo que nos traga serenidade. Então daqui a alguns anos seremos velhinhos com muita paz de espírito, mas também com muitas lembranças pra revivermos e histórias pra contar!!


23 de junho de 2006

Vida!...

"POR MUITO TEMPO eu pensei que a minha vida fosse se tornar vida de verdade. Mas sempre havia um obstáculo no caminho, algo a ser ultrapassado antes de começar a viver - um trabalho não terminado, uma conta a ser paga... Aí sim, a vida de verdade começaria.
Por fim, cheguei à conclusão de que esses obstáculos eram a minha vida de verdade!"
- Alfred D. Souza


22 de junho de 2006

Desabafo!...

Sabe, eu acredito que a gente tem ser responsável por tudo o que faz e diz.. e a gente tem que encarar as consequências também, porque na vida tudo é ação e reação - se vc faz/fala algo, isso vai ter uma consequência.. agora, se não puder aguentá-la, então é melhor nem começar...
E isso se aplica a tudo, não só a uma situação especificamente... as pessoas deveriam pensar em tudo antes de agir, mas isso raramente acontece... e assim fica fácil.. usar o nome de outra pessoa, envolver terceiros, fazer chantagens emocionais, sair revirando o mundo e depois sair fora...
É lamentável que algumas pessoas façam a maior confusão, sem ter coragem sequer 1 vez de pegar um telefone e ligar pra pessoa com quem tem um problema, de agir decentemente, com maturidade..
E de verdade, gente assim não merece sequer essas palavras...Mas a vida tem dessas coisas.. nem todo mundo sabe lidar com seu próprios sentimentos, nem todo mundo tem coragem!...


19 de junho de 2006

Até a rapa

Hmm... quanto tempo leva pra gente se desvencilhar de um amor?
Será que depende do tempo que passamos juntos? Será que depende dos momentos que dividimos? Ou será que depende do que acreditamos sobre relações? Ou tem a ver com passagens da infância? Ou depende dos exemplo que temos a nossa volta?
Eu não sei... tenho vários amigos em diferentes fases da vida, inclusive tenho minhas próprias experiências, e cada um sente, pensa e reage de forma diferente. Nada mais justo, afinal.. cada um de nós é único!..
Mas vejo que alguns sofrem mais, outros sofrem menos.. uns sofrem por muito tempo, outros por pouco tempo.. uns se esquecem mais depressa, outros levam uma vida inteira tentado esquecer..
E aí me pego pensando... será mesmo que tem a ver com o outro, ou com a gente mesmo?
Martha Medeiros escreveu o seguinte:
"Olhe para um lugar onde tenha muita gente: uma praia num domingo de 40 graus, uma estação de metrô, a rua principal do centro da cidade. Pois metade deste povaréu sofre de dor-de-cotovelo.
Alguns trazem dores recentes, outros trazem uma dor de estimação, mas o certo é que grande parte desses rostos anônimos têm um amor mal resolvido, uma paixão que não se evaporou completamente, mesmo que já estejam em outra relação.
Por que isso acontece? Eu tenho uma teoria, ainda que eu seja tudo, menos teórica no assunto.
Acho que as pessoas não gastam seu amor. Isso mesmo. Os amores que ficam nos assombrando não foram amores consumidos até o fim.
Você sabe, o amor acaba. É mentira dizer que não. Uns acabam cedo, outros levam 10 ou 20 anos para terminar, talvez até mais. Mas um dia acaba e se transforma em outra coisa: amizade, parceria, parentesco, e essa transição não é dolorida se o amor foi devorado até a rapa.
Dor-de-cotovelo é quando o amor é interrompido antes que se esgote. O amor tem que ser vivenciado. Platonismo funciona em novela, mas na vida real demanda muita energia, sem falar do tempo que ninguém tem para esperar. E tem que ser vivido em sua totalidade. É preciso passar por todas as etapas: atração-paixão-amor-convivência-amizade-tédio-fim.
Como já foi dito, este trajeto do amor pode ser percorrido em algumas semanas ou durar muitos anos, mas é importante que transcorra de ponta a ponta, senão sobra lugar para fantasias, idealizações, enfim, tudo aquilo que nos empaca a vida e nos impede de estar aberto para novos amores.
Se o amor foi interrompido sem ter atingido o fundo do pote, ficamos imaginando as múltiplas possibilidades de continuidade, tudo o que a gente poderia ter dito e não disse, feito e não fez.
Gaste seu amor. Usufrua-o até o fim. Enfrente os bons e os maus momentos, passe por tudo que tiver que passar, não se economize. Sinta todos os sabores que o amor tem, desde o adocicado do início até o amargo do fim, mas não saia da história na metade. Amores precisam dar a volta ao redor de si mesmo, fechando o próprio ciclo.
Isso é que libera a gente para ser feliz de novo."