5 de abril de 2006

Saudade

Saudade não se teoriza, se sente.
É presença da ausência.
Mas há saudade e saudade. Saudade cruel e saudade doce, boa.
Saudade é vida.
E nada torna mais presente o que está ausente do quesentir saudades.
Então, se por acaso lhe vem à mente uma música antigaou atual, brega ou moderna, ou se uma paisagem ou umcéu estrelado ou uma imagem do passado ou de alguém, lhe surgir na mente; ou se um trecho de um poema, de umtexto qualquer, lhe provocar um suspiro, e de repente você sentir saudades, não se espante, nem se entristeça. Aproveite.
Agora se alguém disser que sente saudades de você, comemore duplamente.
Triste é não ter do que ou de quem sentir saudades.
E mais triste ainda é não deixar saudades em ninguém...

Um dia um amigo me mandou esse email... lindo, né?!


Um comentário :

Pathy disse...

- Nina disse...
Saudades de você... Sempre!!!
06/04/2006