27 de setembro de 2006

Viagem!

Pra variar, não consegui dormir cedo, nem tanto quanto eu gostaria.. não sei o que acontece, mas quando a noite chega, parece que todos os meus neurônios despertam.
E como o pensamento não pára, as histórias ganham personagens, cheiro, cor e sabor nos curtas que eu invento...
Aliás, é exatamente essa sensação que eu tenho, que crio curtas o tempo todo, sobre todos os temas e assuntos. Será que isso é normal? Montar historinhas completas, com começo, meio e fim? Com as falas e reações dos personagens, nas mais diversas situações?
E você muito se engana se o final é sempre feliz pra mim! Afinal.. a vida não é um conto de fadas, né?!
Mas agora tô aqui, morrendo de sono, sentada na frente desse micro, esperando o tempo passar...


19 de setembro de 2006

Só pra descontrair

Manual da Mulher Resolvida
1. Se ele se interessou, ele liga! É isso mesmo, quando o cara quer, não tem projeto importante, morte da tia ou trânsito maluco que o impeça de teconvidar pra sair.
2. Passou uma semana sem ouvir notícias dele? Esquece, parte para outra! Ligar para saber se tá tudo bem, nem pensar! Homem que tá perdido merece ser esquecido! Sem pena! Não merece ninguém! Mulher que se preza, gosta deser conquistada!!!
3. Vocês saíram e ele não ligou mais. Foi por que você deu? Ou foi por que você não deu? Na verdade, pouco importa. Se o que ele estava a fim era de sexo, ótimo! Sexo é que nem pizza: bom-até-quando-é-ruim.. Mas se você não deu, ele provavelmente não te procurou mais porque achou que ia dar muito trabalho. Ou seja, pare de se atormentar porque transou ou não. Duas lições: dar uma de difícil depois de uma certa idade já era!! Ridículo é fazer tipinho!!! E além do mais você vai se arrepender de ter dado e de não ter dado....
4. Homens comprometidos - diga não!!! A relação dele tá em crise, péssima, só falta oficializar o fim??? Ótimo! Se ele quiser continuar infeliz, dane-se! Senão, ele termina de uma vez e depois te procura, combinado?
5. Ouviu aquela clássica: "Você é boa demais pra mim..."? Acredite, amiga! É mesmo!!! Descarte o cidadão e pare de bancar a Madre Tereza de Calcutá!
6. Nem tente... Não dá pra namorar um cara pelo qual você não tem um mínimo de admiração.
7. Traição - não continue com um cara que te chifrou se você não agüentar a onda de ser traída de novo. E olho vivo se ele já foi infiel com outras. A gente sempre acha que com a gente vai ser diferente.... acorda! - nunca é!!!
8. Atenção - A fila anda!! Pior do que nunca achar o homem certo, é viver pra sempre com o homem errado!!
A partir de hoje o lema é:
"Homem que não dá assistência abre concorrência e perde a preferência!"


13 de setembro de 2006

Direitos Autorais

Eu tenho visto e ouvido muitas coisas sobre direitos autorais, principalmente os digitais.
Vejo pessoas reclamando nos blogs, deixando recados do tipo: "não copie/roube meus posts", "nada de cópias", etc.. recadinhos contra plágio, contra cópia de fotos e posts...
Eu concordo que ver algo que vc escreveu no blog de alguém e vc nem saber que esse alguém copiou o seu post é meio chato, mas por outro lado, isso significa que a pessoa gostou tanto, se identificou tanto com o que vc escreveu e que de alguma forma ela gostaria de ter escrito aquilo e não encontrou as palavras certas, que acabou copiando pro blog dela..
Eu sou contra plagiar livros, estudos científicos, poesias, notícias, mas não gostaria de ver os blogs envolvidos nessa guerra dos crimes autorais... Afinal, quantos de nós, que temos blogs, já não caímos na armadilha de postar um poema e colocar o nome do autor, acreditando ser aquele o autor e no fim não era? Ou ainda, nunca soubemos que aquele trecho da música que gostamos tanto na verdade é o trecho de um livro publicado? Ou ainda encontrar nas palavras de alguém o que reproduz exatamente o que pensamos ou sentimos e não sabemos bem como explicar?
Seria legal se todos se preocupassem em pedir pra reproduzir um post, ou identificar os verdadeiros escritores dos poemas, etc.. mas se isso nem sempre acontece, ainda assim prefiro ver meus posts espalhados por aí...


12 de setembro de 2006

BEIJO

Substantivo comum.
Próprio, também, conforme a ocasião.
Concorda com qualquer sexo
E
serve de conjunção!!


9 de setembro de 2006

Caindo outra ficha...

A vida toda meus amigos me procuraram, e procuram ainda, quando precisam conversar.. eles dizem que eu sempre tenha as palavras certas pras horas certas... E por certo que todos nós influenciamos, de um jeito ou de outro, a vida dos nossos amigos... E eu sempre fui muito boa pra falar o que penso, o que acho, o que vejo, o que, de certa forma, contagia o outro, faz o outro pensar...
Mas só agora, há alguns dias atrás, é que pude ver, com tanta clareza, que nem sempre o outro tem interesse, disponibilidade e coragem pra encarar e peitar o que ouve..., nem sempre o outro tem forças pra enfrentar, aliás, na maioria das vezes não tem; e mais ainda – a minha verdade nunca vai ser a verdade do outro!!...

É eu sei.. isso é tão óbvio!!.. pois é...


8 de setembro de 2006

Quero

"Quero que todos os dias do ano, todos os dias da vida, de meia em meia hora, de 5 em 5 minutos, me digas: Eu te amo.
Ouvindo-te dizer: Eu te amo, creio, no momento, que sou amado. No momento anterior e no seguinte, como sabê-lo?
Quero que me repitas até a exaustão que me amas, que me amas, que me amas. Do contrário evapora-se a amação. Pois ao dizer: Eu te amo, desmentes, apagas, teu amor por mim.
Exijo de ti o perene comunicado. Não exijo senão isto, isto sempre, isto cada vez mais. Quero ser amado por e em tua palavra. Nem sei de outra maneira a não ser esta de reconhecer o dom amoroso, a perfeita maneira de saber-se amado: amor na raiz da palavra e na sua emissão, amor saltando da língua nacional, amor feito som, vibração espacial.
No momento em que não me dizes: Eu te amo, inexoravelmente sei que deixaste de amar-me, que nunca me amaste antes.
Se não me disseres urgente repetido Eu te amo amo amo amo amo, verdade fulminante que acabas de desentranhar, eu me precipito no caos, essa coleção de objetos de não-amor."

- Carlos Drummond de Andrade


5 de setembro de 2006

Essa eu tenho que contar...

Estava almoçando com 2 "colegas" de trabalho e estávamos falando sobre as homenagens que são feitas para as pessoas depois que elas morrem, mais especificamente por causa do Bussunda.. e aí acabamos falando sobre o Eistein, que inventou a bomba nuclear e morreu sem saber que a fórmula que ele descobriu era também a fórmula da vida, não só da destruição...
E aí uma delas fez o seguinte comentário:
"Acho um absurdo isso, de um cientista inventar uma fórmula dessas.. ele nunca deveria ter intentado uma coisa dessas, uma bomba nuclear... cientistas não deveriam inventar coisas tão ruins..."

...!!! ...!! ...!!!...