31 de dezembro de 2006

O tempo de cada um

Fim de ano é uma época engraçada. Uma alegria compulsória paira no ar: a gente fica feliz porque vai ter uns dias de descanso, porque começa o verão, porque vai curtir a família e os amigos.

E um otimismo insistente nos invade diante da perspectiva de começar outro ano, partir do zero rumo a novas metas, novos desafios.

Por outro lado, essa quase-obrigação de estar contente pode ser irritante. Afinal, nem todo mundo está completando um ciclo glorioso a cada mês de dezembro - não somos empresa, não temos ano fiscal e não precisamos fechar balanço anual.
Nossos ciclos têm outro tempo, outro ritmo. E avaliar resultados também pode ser um procedimento traiçoeiro para nós. O que parece sucesso hoje pode se revelar meio desastroso amanhã, com certo distanciamento histórico. E vice-versa: o que doeu como um fracasso monumental daqui a alguns meses ou anos pode ser festejado como a semente de uma grande vitória.

Portanto, na virada do ano, vamos lembrar as coisas que fizemos, não as que ficaram por completar. Vamos celebrar o momento, a companhia, o futuro pleno de oportunidades e surpresas.
O vazio a ser preenchido por qualquer coisa que a gente queira.

Que venha 2007!


29 de dezembro de 2006

tempo em fatias

"Quem teve a idéia de cortar o tempo em fatias, a que se deu o nome de ano, foi um indivíduo genial.
Industrializou a esperança, fazendo-a funcionar no limite da exaustão. Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar e entregar os pontos.
Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez, com outro número e outra vontade de acreditar, que daqui para diante vai ser diferente."
- Carlos Drummond de Andrade


27 de dezembro de 2006

O Ano Passado Que Vem

Quantas horas cabem num segundo?
Onde é que eu estou há cem mil anos atrás?
Pra que direção mora o futuro?
E que passado o amanhã nos trás?

Quantas vezes eu morri agora?
Quantas vidas irei suportar?
Não é por estar aqui do lado de fora
Que eu não adentre com o meu olhar

Ninguém pode ser feliz
Só os ignorantes
Que não prestam a devida atenção
Que não procuram a Verdade
Preferem sorrir pra ilusão
De viver uma só realidade


26 de dezembro de 2006

segundo Fases - Por Hoje é Só...

Estava visitando os blogs dos amigos, e no blog "Por Hoje é Só" tem um post do dia 13 de dezembro falando da diminuição das visitas nos blogs, dos posts novos... Aproveito pra registrar aqui meu comentário a respeito...

Talvez seja o final do ano... quem estuda tá em provas, quem trabalha faz mais horas pra ganhar os dias entre o natal e o ano novo, quem tem filhos corre em casa porque eles estão pra sair de férias, quem mora longe se prepara pra viajar...
talvez por isso todos tenham ficado mais distantes da net... ou então, estão mais introspectivos, revendo o ano que está acabando, os planos, as promessas.. cumpridas ou não... vai saber...
=)


23 de dezembro de 2006

!?!?


22 de dezembro de 2006

Você sabe a diferença entre você e tu?

Você pensa que sabe!! rsrsrs
Segue um pequeno exemplo, que ilustra muito bem essa diferença:
O Diretor Geral de um Banco, estava preocupado com um jovem e brilhante Diretor, que depois de ter trabalhado durante algum tempo com ele, sem parar nem para almoçar, começou a ausentar-se ao meio-dia.
Então o Diretor Geral do Banco, chamou um detetive e disse-lhe:
- Siga o Diretor Lopes durante uma semana, durante o horário de almoço.
O detetive, após cumprir o que lhe havia sido pedido, voltou e informou:
- O Diretor Lopes sai normalmente ao meio-dia, pega o seu carro, vai à sua casa almoçar, faz amor com a sua mulher, fuma um dos seus excelentes charutos cubanos e regressa ao trabalho.
Responde o Diretor Geral:
- Ah, bom, antes assim. Não há nada de mal nisso.
Logo em seguida o detetive pergunta:
- Desculpe, mas posso tratá-lo por tu?
- Sim, claro! - respondeu o Diretor surpreendido!
- Bom então vou repetir:
- O Diretor Lopes sai normalmente ao meio-dia, pega o teu carro, vai a tua casa almoçar, faz amor com a tua mulher, fuma um dos teus excelentes charutos cubanos e regressa ao trabalho...
Entendeu agora?


20 de dezembro de 2006

Último Dia

Meu amor
O que você faria se só te restasse um dia? Se o mundo fosse acabar
Me diz, o que você faria?


Ia manter sua agenda de almoço, hora, apatia?
Ou esperar os seus amigos na sua sala vazia?
Me diz, o que você faria?

Corria pr'um shopping center Ou para uma academia?
Pra se esquecer que não dá tempo Pro tempo que já se perdia?
Me diz, o que você faria?

Andava pelado na chuva? Corria no meio da rua?
Entrava de roupa no mar? Trepava sem camisinha?

Meu amor O que você faria? O que você faria?

Abria a porta do hospício? Trancava a da delegacia?
Dinamitava o meu carro? Parava o tráfego e ria?


Meu amor O que você faria se só te restasse esse dia?
Se o mundo fosse acabar Me diz, o que você faria?
Me diz o que você faria...

-Paulinho Moska


19 de dezembro de 2006

Blogger Beta

Oiês!!! Vcs também devem estar recebendo msgs sobre o blogger beta, né...
Então, eu criei um, de curiosidade, pra ver como funcionava. Muito legal! Tem algumas inovações que ajudam muito quem não entende nada de blog, nem de html.
O blog vem desenhado no template e vc pode arrastar as partes, colocar as cores e ver os resultados na mesma hora...
No entanto, no meu caso, algumas coisas se perderam... além de todos os posts, os comments também. Tá certo que eu não uso o "comentador" do blooger, mas só o fato de ter que "repostar" tudo outra vez já me deixou desanimada... rsrs
No entanto, eu criei o blog antes de receber a msg dizendo que eu poderia escolher trocar para o blogger beta... não sei se ao fazer essa escolha, o próprio blogger vai atualizar tudo automaticamente. Pode ser que sim, mas como não tenho certeza e a msg diz que uma vez feita a escolha não dá pra voltar atrás, eu não sei se vou arriscar...
Se por acaso alguém já tiver trocado e tiver alguma dica pra me dar, vou agradecer!
Até porque acho que podemos escolher não trocar agora, mas logo mais vamos acabar não tendo essa escolha...


18 de dezembro de 2006

?!...


17 de dezembro de 2006

Pesadelo

Às vezes você tem a sensação como se estivesse num pesadelo.
Você tá andando e tem uma coisa grande vindo atrás de você. Você sabe que alguma coisa ruim vai acontecer, e você não tem como evitar.
Mas você pode se virar. Você pode ver o que está atrás de você. Você pode encarar o seu pesadelo.


13 de dezembro de 2006

Cartas de Amor...

"Todas as cartas de amor são ridículas. Não seriam cartas de amor se não fossem ridículas.
Também escrevi em meu tempo cartas de amor, como as outras, ridículas.
As cartas de amor, se há amor, têm de ser ridículas.
Mas, afinal, só as criaturas que nunca escreveram cartas de amor é que são ridículas..."


- Álvaro de Campos
(heterônimo de Fernando Pessoa) - 21/10/1935


10 de dezembro de 2006

Será arte?


9 de dezembro de 2006

Meu Amor...

"Ela nem sabe que eu escondo uma flor
Só falta eu explodir em mil fragmentos,
Que eleve a flor meu leve e brando amor,

Mais juvenil que os próprios sentimentos.
Se encalhar nesta fria suposição,
Bem sei que vou para trás do ombro olhar,
E vou viver sempre em contradição,
De nunca ter em vida a cara quebrar.
E o tempo sempre em compasso andante,
Derrama o ácido sobre a mente ufana,
Mas ateia o fogo ó alma flamejante,
Porque o tempo atraiçoa e a vida engana.
Aceitas esta flor teu nome honrando,
A minha alma pela tua vai chamando..."
- Antônio


8 de dezembro de 2006

Será preciso ficar só pra se viver?

"... Se a gente não fizesse tudo tão depressa
Se não dissesse tudo tão depressa
Se não tivesse exagerado a dose
Podia ter vivido um grande amor
Um dia um caminhão atropelou a paixão
Sem teus carinhos e tua atenção
O nosso amor se transformou em "Bom dia"...
Qual o segredo da felicidade?
Será preciso ficar só pra se viver?
Qual o sentido da realidade?
Será preciso ficar só pra se viver?
Só pra se viver... Ficar só... Só pra se viver...


7 de dezembro de 2006

Por que não?

"...Por que não tentar? Qual o medo?
Por que não correr o risco de sofrer mais uma vez?
Por que não correr o risco de se apaixonar,
amar e descobrir que dessa vez vai dar certo?
Tanta procura! Tanta fuga! Tantos desencontros... "
- Mylene Keiko


Hhhmmm...

Ando meio triste... sem internet em casa, não tenho chance de escrever no blog, nem de ver os emails, nem de visitar o blog dos amigos...
Aproveito até pra pedir desculpas, porque sei que que apesar disso, eles ainda me visitam...
Mas logo logo isso se ajeita, e eu volto!!
=)