25 de fevereiro de 2007

Teoria do Caos

"Regresse à terra agora
se sua mente estiver perturbada
e seu coração incerto,
pois é retornando ao início
que podemos ver o caminho."

Trecho de um filme policial que eu assiti esses dias, que girava em torno da teoria do caos.
Sempre ouvi falar, e nunca me interessei muito pelo assunto, mas, como curiosidade mata, resolvi saber mais a respeito. Claro, encontrei zilhões de sites e artigos, e são todos embasados em física e matemática, em histórias (não estórias) e acontecimentos, é impressionante.
Num dos sites, li o seguinte:
"Caos nem sempre é uma coisa ruim. No sentido de pura desordem, realmente, pouco se pode dizer a seu favor. Mas o que o matemático James Yorke estava querendo dizer quando tomou este termo emprestado em 1975, era desordem ordenada - um padrão de organização existindo por trás da aparente casualidade."
E alguém já ouviu falar do "Efeito Borboleta"? Assim nasce a teoria...

"No final dos anos 50, Edward Lorenz, membro de um projeto de pesquisa cujo estudo se concentrava na previsão estatística do tempo, já que era possível prever, com segurança, o movimento das marés mas o mesmo não acontecia com relação a atmosfera... Lorenz criou um modelo computacional de previsão que apresentava um conjunto de apenas 14 variáveis, que foram mais tarde reduzidas a 12 variáveis, e tal modelo tinha como objetivo reproduzir o movimento das correntes de ar na atmosfera.
E chegou a seguinte conlusão: o instável move o universo!
Portanto, o deslocamento de ar, suave e delicado das asas de uma borboleta sobre a Muralha da China poderá provocar, muito tempo depois, um furacão no centro de Paris - isto é cientificamente viável!..."

Algumas Fontes: Teoria do Caos /Ceticismo, Ciência e Tecnologia / Digestivo Cultural


Nenhum comentário :