26 de abril de 2007

...

"Uns, com os olhos postos no passado,
Vêem o que não vêem; outros, fitos,
Os mesmos olhos no futuro,
Vêem o que não pode ver-se.

Por que tão longe ir pôr o que está perto -
A segurança nossa? Este é o dia,
Esta é a hora, este o momento, isto
É quem somos, e é tudo.

Perene flui a interminável hora
Que nos confessa nulos. No mesmo hausto
Em que vivemos, morreremos.
Colhe o dia, porque és ele."

- Ricardo Reis

Adoro este poema, de fato somos o presente, e o tempo flui constante...


17 de abril de 2007

Morre a atriz Nair Bello

Morre aos 75 anos, em São Paulo, a atriz Nair Bello, após cinco meses de internação no hospital Sírio-Libanês. Segundo boletim médico, ela morreu às 13h06 de hoje.
A atriz teve três paradas cardiorrespiratórias no dia 11 de novembro, depois de se sentir mal em um salão de beleza de Higienópolis, em São Paulo. Levada ao hospital, ela permaneceu em coma e respirava com ajuda de aparelhos até janeiro deste ano, quando se recuperou e foi transferida para a Unidade de Cuidados Semi-Intensivos. No final de março, Nair apresentou piora na função pulmonar e voltou à Unidade de Terapia Intensiva, com quadro considerado pelos médicos "muito grave".
Nair Bello Souza Francisco nasceu na capital paulista em 28 de abril de 1931. Iniciou sua carreira na extinta rádio Excelsior, em 1949, trabalhando também na rádio Record.

No cinema, estreou em 1951 em Liana, a Pecadora, ao lado da amiga Hebe Camargo. No teatro, seu debute foi na peça Alegro Desbum (1976), de Oduvaldo Vianna Filho.


Na televisão, onde conseguiu sucesso e popularidade, começou como garota-propaganda e participou de diversas novelas e minisséries desde 1958, além de programas humorísticos, como Zorra Total, onde interpretava Dona Santinha. Nair Bello também estava escalada para a novela das 7 da Rede Globo, Pé na Jaca, mas foi substituída por Arlete Salles por causa de seu problema de saúde.

No ano passado, um mês antes de entrar em coma, Nair Bello retirou um tumor maligno de um dos seios. Em 2002, ela passou por cirurgia por causa de um edema pulmonar agudo causado pelo fumo.

O corpo de Nair Bello será velado na Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo e será enterrado ao meio-dia desta quarta-feira (18/4) no Cemitério do Araçá.

Fonte: CineClick


10 de abril de 2007

Por Que Gritamos?

"Um dia, um filósofo indiano fez a seguinte pergunta aos seus discípulos:
- Por que é que as pessoas gritam quando estão aborrecidas?
- Gritamos porque perdemos a calma, disse um deles.
- Mas, por que gritar quando a outra pessoa está ao seu lado?, questionou novamente o pensador.
- Bem, gritamos porque desejamos que a outra pessoa nos ouça, retrucou outro discípulo.
E o mestre voltou a perguntar: - Então não é possível falar-lhe em voz baixa?

Surgiram várias outras respostas, mas nenhuma convenceu o pensador.
Então ele esclareceu:
- Vocês sabem por que se grita com uma pessoa quando se está aborrecido?
O fato é que, quando duas pessoas estão aborrecidas, os seus corações afastam-se muito. Para cobrir essa distância, precisam gritar, para poderem escutar-se mutuamente. Quanto mais aborrecidas estiverem, mais forte terão que gritar para ouvirem um ao outro, através da grande distância.

Por outro lado, o que sucede quando duas pessoas estão apaixonadas? Elas não gritam. Falam suavemente. E por quê? Porque os seus corações estão muito perto. A distância entre elas é pequena. Às vezes, os seus corações estão tão próximos, que nem falam, somente sussurram. E, quando o amor é mais intenso, não necessitam sequer de sussurrar, apenas olham, e basta. Os seus corações entendem-se. É isso que acontece quando duas pessoas se amam, estão próximas.

Por fim, o filósofo concluiu dizendo:

- Quando vocês discutirem, não deixem que os seus corações se afastem, não digam palavras que os distanciem mais, pois chegará um dia em que a distância será tanta que não mais encontrarão o caminho de volta"...