26 de setembro de 2007

Sete Dias para uma Eternidade...

"... Você quer que eu lhe ensine o mal, Zofia? Basta uma aula para que você perceba toda a sua imensidão e se comprometa para sempre. Atravesse esta ruela, aceite não intervir, você verá, é de uma simplicidade desconcertante não fazer nada; faça como eles, faça um caminho diante dessa miséria, eu a esperarei do outro lado; quando chegar lá, você terá mudado. Esta é a passagem intermediária entre os dois mundos, sem esperança de volta..."


24 de setembro de 2007

E ela disse...

Deixe-me levá-lo para o meu mundo, guiarei todos os seus passos, ensinarei os seus despertares, inventarei as suas noites, ficarei ao seu lado. Apagarei todos os destinos já traçados, suturarei as suas feridas. Nos seus dias de raiva, amarrarei as suas mãos nas costas, para que não se machuque, colarei minha boca na sua para sufocar os seus gritos e nada, nunca mais, será igual, e se você ficar solitário, ficaremos solitários a dois...


23 de setembro de 2007

E ele disse...

Ainda que a lua surja a cada anoitecer
para abençoar os meus sonhos
Que a cada fim de tarde haja um arco-íris sobre o jardim
para alimentar minhas fantasias infantis
E que a cada amanhecer o sol se imponha com toda a sua força
pra me fazer despertar
Ainda assim, meus dias de nada valerão
se a tua ausência possuir meu coração...


19 de setembro de 2007

Fundação Pensamento Digital

Com essa preocupação toda com os problemas ambientais, um dos assuntos mais explorados é o da RECICLAGEM, e isso não é novidade pra ninguém. Mas dessa preocupação, nascem empresas, fundações, ongs que, à sua maneira, têm um papel importante e contribuem com nosso futuro ambiental.
A Dell (www.dell.com.br), por exemplo, promove um programa de coleta de equipamentos usados que é encadeado em projetos de inclusão digital, e - olha que legal! - em parceria com a Fundação Pensamento Digital, as máquinas são recolhidas, recondicionadas e doadas, criando uma opção ao descarte.

Para quem não conhece, a Fundação Pensamento Digital é fruto da mobilização de voluntários, empresas e universidades para promoção de projetos educacionais através do uso das Novas Tecnologias da Informação e Comunicação.

Fontes: Folha OnLine e Fundação Pensamento Digital


17 de setembro de 2007

Vale à pena assistir!!

CHAOS
Você conhece a Teoria do Caos? - tudo está infinitamente interligado.
Quentin Conners é um policial barra pesada que escapa da corregedoria após ser considerado suspeito de ter assassinado uma refém, na tentativa de matar o ladão armado. Shane Dekker é seu novo parceiro e a primeira missão é perseguir um assaltante de bancos de alta tecnologia que conhece muito bem como funciona o departamento de polícia.
O jogo de gato e rato está só começando, até porque o ladrão quer Quentin Conners no caso.
Como não cair em armadilhas quando não há rastro nem dinheiro aparentemente roubado?


A ESTRANHA PERFEITA
Halle Berry interpreta Rowena, uma repórter às voltas com a investigação do assassinato de uma amiga após se relacionar virtual e fisicamente com o executivo da publicidade Harrison Hill (Bruce Willis). Na missão, descobre que o poderoso executivo da publicidade Harrison Hill é um dos suspeitos. Para se aproximar dele, Rowena emprega-se em sua agência sob nova identidade. Na pele de Katherine, tentará se infiltrar na intimidade do patrão.


UMA NOITE NO MUSEU
Larry Daley (Ben Stiller) nunca consegue estabilidade em sua vida profissional, o que preocupa sua ex-mulher (Kim Raver). Afinal, o filho do casal, Nick (Bill Cobbs), não tem muitas referências paternas. No desespero, Larry assume o cargo de guarda-noturno no Museu de História Natural, em Nova York.
Um emprego normal se o museu não ganhasse vida durante as noites e sua tarefa não fosse manter tudo em ordem e calmo para receber o público durante o dia.


A CASA DO LAGO
Kate Forster (Sandra Bullock) é uma médica solitária, outrora habitante de uma rara casa localizada ao lado de um lago, começa a trocar cartas de amor com o mais novo residente do lugar, um arquiteto frustrado.
Descobrem estar separados no tempo por dois anos e terão então que resolver o mistério por trás desse extraordinário romance antes que seja tarde demais.


5 de setembro de 2007

A Sombra do Vento

"A Sombra do Vento é uma narrativa de ritmo eletrizante, escrita em uma prosa ora poética, ora irônica. O enredo mistura gêneros como o romance de aventuras de Alexandre Dumas, a novela gótica de Edgar Allan Poe e os folhetins amorosos de Victor Hugo.
Ambientado na Barcelona franquista da primeira metade do século XX, entre os últimos raios de luz do modernismo e as trevas do pós-guerra, o romance de Zafón é uma obra sedutora, comovente e impossível de largar.
Além de ser uma grandiosa homenagem ao poder místico dos livros, é um verdadeiro triunfo da arte de contar histórias."

Eu ganhei este livro de presente, e desde que comecei a ler me esqueci do mundo!! Há muito tempo não lia um livro tão bom!
A contra-capa dá uma idéia, mas é superficial. O livro vai mais, muito mais além...
A Sombra do Vento é um livro sobre livros, por onde andam, que valor eles têm, o que está por trás de quem os escreve, como tocam quem os lê... É uma inesquecível história sobre segredos, presente e passado, e o poder e feitiço dos livros.

"(...) um livro é um espelho e que só podemos encontrar nele o que já temos dentro, que ao ler aplicamos a mente e a alma, e que estes são bens cada dia mais escassos..."


3 de setembro de 2007

DIGA NÃO!!

"O racismo é a tendência do pensamento, ou do modo de pensar em que se dá grande importância à noção da existência de raças humanas distintas e superiores umas às outras. Onde existe a convicção de que alguns indivíduos e sua relação entre características físicas hereditárias, e determinados traços de caráter e inteligência ou manifestações culturais, são superiores a outros.

O racismo não é uma teoria científica, mas um conjunto de opiniões pré concebidas onde a principal função é valorizar as diferenças biológicas entre os seres humanos, em que alguns acreditam ser superiores aos outros de acordo com sua matriz racial.

A crença da existência de raças superiores e inferiores foi utilizada muitas vezes para justificar a escravidão, o domínio de determinados povos por outros, e os genocídios que ocorreram durante toda a história da humanidade"...


1 de setembro de 2007

...

"Não devemos ter medo dos confrontos.
Até os planetas se chocam e, do caos, nascem as estrelas."

- Charles Chapplin