5 de setembro de 2008

Amor X Solidão

Estava vindo embora pra casa hoje, ônibus lotado, pra variar, e prestando atenção nas pessoas à minha volta, me dei conta que desde que cheguei em SP conheci tanta gente com medo de ficar sozinho, que tem alguém só pra não estar só...
É tão estranho isso... Pessoas que se juntam só por medo de não ter alguém, como se estivessem no fim da vida e não tivessem mais nada pra esperar. Talvez seja cultural, seja o exemplo que vem de casa, seja a idade, não sei... eu compreendo, mas não entendo, sabe...
Tá, talvez eu não entenda porque, pra mim, existe uma grande diferença entre estar sozinho e ser só, ou talvez porque eu também seja feliz sozinha, mas não posso acreditar que um relacionamento que se baseia no medo da solidão traga a felicidade, embora eu não julgue ninguém - cada um sabe onde o calo aperta, como diz minha mãe.
Sabendo que tem tanta vida pra viver, e que temos tantas possibilidades a cada nascer de sol, fico triste quando ouço pessoas dizendo - ah, pra não ficar sem ninguém, fico com ela(e) mesmo...
O amor é tão mais que isso, e não tem nada mais gostoso que viver de fato e dividir os momentos com quem faz bem à nossa alma e ao nosso coração.
Se não for assim, que graça tem dormir e acordar com a mesma pessoa? Pra quê? Ver a vida passar, ver o tempo se escorrer pelos dedos, sem nunca saber de verdade como é bom ser feliz e fazer o outro feliz, e ser feliz pela felicidade do outro? Não sei, mas que não dá pra entender, não dá!!!
E a vida é uma só! É só essa, não tem outra...


Um comentário :

Cris Penaforte disse...

Oi Patty,

Tudo bem?
É a primeira vez que venho aqui, e estou gostando. Esse seu post me traz recordações de um passado não muito distante sabe. Eu sempre fui sozinha, sempre, conheci algumas pessoas, mas nunca valia a pena, e apesar de toda a solidão, eu nunca fiquei com alguém por medo de ficar sozinha, sempre achei que não só injusto comigo mas em especial, com a pessoa, até que tive sorte, foram pessoas legais;
Até que a vida me trouxe o amor, um sentimento que eu não conhecia nem de longe, e hoje estou com a pessoa que eu amo, verdadeiramente, o primeiro e único, com toda a certeza.
E você disse bem, o amor é bem mais que uma companhia para afastar a solidão...

Uma bela noite de sábado, ah, e eu volto!
Beijo carinhoso, Cris