18 de dezembro de 2008

Natal, 1987

Me lembro desse natal como se tivesse sido o último, o do ano passado, embora tenha sido há 21 anos atrás. E me esforço pra me lembrar dele todo ano, pra não esquecer nunca.
A casa na praia estava cheia, quase toda a família reunida - primos, tios, avós, mães, irmãos, a mesa toda enfeitada, e cheia de todas as gostosuras de um natal cheio de vida. E a árvore de natal mais linda e deliciosa de todas, inteira enfeitada de laços cor-de-rosa que prendiam bombons sonho-de-valsa no lugar das típicas bolas coloridas e enfeites de papai noel estava repleta de presentes.
A mesa da sala tinha 8 ou 10 cadeiras, e estávamos espalhados pela casa, entre as cadeiras, bancos e sofás.
Fecho os olhos e ainda posso sentir o cheiro do nosso pinheiro-árvore de natal; posso ouvir as vozes dos adultos falando ao mesmo tempo; posso ver nós, crianças, gritando e correndo de um lado para o outro, brincando e rindo... um natal feliz!!!


Nenhum comentário :