28 de dezembro de 2008

Utopia



... QUE O ANO QUE VEM TE DEIXE UM ANO MAIS PERTO DA VERDADE ...

Eu passei minha vida tentando aceitar as pessoas como elas são, muitas vezes dando desculpas pra mim mesma, perdoando a tudo e a todos. Afinal, se nós mesmos não somos exatamente como gostaríamos, como podemos exigir que os outros sejam?!
Sempre ecreditei que não valia à pena guardar mágua, rancor, ou raiva. Até porque, qualquer um desses sentimentos só provam que você se importa, seja com o que for; e também porque eles acabam sempre por atrapalhar a nossa própria vida, no final. Sempre acreditei que quem vive disso, nunca vive de verdade, nem a própria vida, nem a vida em si.
E por muitas vezes fiz papel de boba, de palhaça, de otária mesmo, e acabei me magoando muitas vezes por isso. Mas eu acreditava nas pessoas, acreditava que elas eram boas, e acho que por isso eu relevava. Mas a realidade é muito diferente disso, impressionantemente diferente. E isso me dá náuseas.
Eu entendo muito bem que, só por vivermos nossa própria vida, já iremos magoar alguém de vez em quando, porque tem sempre alguém que espera mais de nós; e seria muito cinismo e hipocrisia da minha parte dizer que não, já que eu mesma vivo conforme minhas próprias vontades e regras e já magoei, e já fui magoada por esperar mais de alguém, mas daí a ser malvado, a ser diabólico, a ponto de tramar a infelicidade, a mágua, a dor alheia, isso eu não entendo, não concordo, não aceito.
Acredito que alguns de nossos atos já trazem consequências suficientemente arrasadoras, e nossa vida, em si, já é uma batalha suficientemente dolorosa para que precisemos da "ajuda" de outrém para piorar as coisas.
Mas pessoas boas talvez seja mesmo uma grande utopia... Em raríssimas exceções, são indulgentes e altruístas. E isso é mesmo muito triste...
E como disse Carlos Drumond de Andrade, a cada dia me convenço mais de que o desperdício da vida está no amor que não damos...
E diante disso, então, meu desejo pra 2009, é mais amor! Amor no seu sentido mais amplo!


Um comentário :

R.t.M disse...

Oi Pathy. Faz tempo que não te vejo no meu blog ein! Tomara que você veja este comentário.

Gostaria de te dizer umas palavras. O que você escreveu está muito bonito e é porque você escreveu do coração; não é post de humor, ou um vídeo do youtube, é sim uma declaração do fundo do seu ser a respeito da vida e como você a entende.

Não vou ser condescendente, nem vou tentar dizer como muitos que as pessoas não são ruins. Pelo contrário. Sei que são. E te entendo. E entendo também que, mesmo de vez em quando a gente pode acabar as pessoas sem nem saber. A gente vive meio que tateando no escuro na verdade.

Por isso, o que tenho a te pedir é que você tenha coragem. Não por mim, nem por ninguém, mas só pra não deixar as coisas da vida nos abater.

Abração.
\o