28 de junho de 2009

Anjos e Demônios

Li o livro antes de assistir o filme, e quase não acreditei no que assisti!...
Eu já imaginava que no filme faltariam muitos detalhes, mas ainda não consegui uma resposta plausível pra tamanha discrepância entre um e outro...
Quem não leu o livro, com certeza gostou do filme! E de fato ficou muito bom. Mas pra quem leu o livro, tenho certeza que a decepção é o sentimento final.
Eu até entendo que alguns detelhes sejam omitidos e falhas sejam cometidas, mas mudar os fatos foi demais... Eles conseguiram mudar a história contada no livro.

Lembra daquele comercial do cinema, que um menino vinha passando pela enorme fila da próxima sessão do filme que ele acabou de assistir e cantando, só de sacanagem, o final do filme: a mocinha morre no final... quem matou foi o marido...?
Pois é, minha indignação é tanta que vou fazer igual agora, só de sacanagem!
Das várias diferenças, essas são, na minha opinião, as imperdoáveis...

- Pra começo de conversa, o cientista morto nem sequer aparece no livro, e tampouco foi encontrado por Vitória, que aliás, também não era parceira de pesquisa dele, e sim filha dele...

- Quanto aos cardeais, eles são sequestrados e no livro, os 4 são assassinados. Portanto, não sobra nenhum cardeal pra assumir o lugar do Papa, como mostra o filme.
Aliás, durante a morte do último cardeal, Langdon luta com o assassino, que já havia sequestrado a Vitória; e depois, na cena da igreja da iluminação, quando Langdon tenta salvar Vitória, eles lutam novamente e o assassino cai da torre e morre...

- O camerlengo, no final, assume uma postura completamente diferente, agindo de forma insana em relação aos acontecimentos, e quando sobe no helicóptero, leva com ele a anti-matéria e o Langdon. Aliás, o camerlengo se salva do helicóptero com um para-quedas deixando Langdon pra trás, sem alternativa senão pular; e mesmo depois, em sua morte, a história também é outra...

- O papa foi envenenado pelo próprio camerlengo, que acredita ter feito um bem para a humanidade, já que o papa tinha um filho, o que provava que ele era impuro e havia traído a Deus... mas o camerlengo só se mata porque descobre que ele é o que o papa teve... Aí então ele se queima vivo na sacada papal, pra todo mundo ver...


Nenhum comentário :