26 de janeiro de 2010

Vai Saber?!...

"... E hoje em dia, como é que se diz:
- eu te amo!?..."
- vamos fazer um filme, Legião Urbana -

Não sei onde foi que eu li esses dias alguma coisa sobre como agradar homens e mulheres hoje em dia está tão complicado, e me peguei pensando a respeito... 

Na época dos meus avós nem tinha motivo pra se perguntar isso - todo mundo sabia que a mulher era "feita" pra ser submissa, casar virgem, cuidar da casa, do marido e da família, e que o homem era "feito" pra sustentar a família. A grosso modo, era isso, e os homens sabiam exatamente o que tinham de ser para agradar a mulher e vice e versa, já que as qualidades necessárias eram basicamente essas.

Na época dos meus pais, as mulheres também eram "feitas" pra casar virgem, cuidar da casa, do marido e da família, mas ter estudo e uma profissão já estavam em pauta, e os homens também eram "feitos" pra sustentar tudo isso, mas já permitiam que as esposas dessem sua opinião e ajudassem com o orçamento familiar. Daí ter estudo, trabalho, e algum objetivo na vida satisfaziam à dúvida do que agradavam aos homens e mulheres.

E até então, desde a época dos meus avós, homens e mulheres eram "feitos" para "precisarem" um do outro, cada um com a sua "parcela de obrigação" na vida cotidiana de ambos. Um fazendo o que o outro não "podia" ou "devia" fazer, um completando" o outro.

Mas e hoje? Homens e mulheres são independentes, cuidam da casa, da família e do orçamento, trabalham, estudam, ganham dinheiro, tem amigos e fazem sucesso sozinhos, sem precisar de ninguém. Um não "precisa" mais do outro pra "completar" nada. E mais, ainda descobriram que esse "egoísmo" individualista facilita e muito a vida como um todo, já que tudo é calculado pra 1 - os gastos e dívidas são menores, as responsabilidades também, e o sucesso é prêmio único, sem tem que ser dividido.

E então, como é que se agrada os homens e mulheres de hoje? Estudo e trabalho cada um tem. Casa, carro e dinheiro, cada um consegue sozinho. Valores morais e éticos já não influenciam mais - mulheres não precisam ser mais virgens e homens não precisam ser os primeiros, e muitos dos erros, deslizes e fracassos cometidos já são aceitos e compreendidos por ambos, dando espaço à aceitação, ampliando o leque de possibilidades, baseadas em... - no que mesmo?! Beleza? Riqueza? Sucesso? Popularidade? Posição Social? Como saber!?!...

Do que eu sei, o ser homem não foi feito pra ser sozinho, não importa de que época se fale. E diante de tanta igualdade social, cultural, financeira e sexual entre homens e mulheres, não consigo achar uma resposta plausível pra essa pergunta, nem para muitas outras que vêm em seguida... o que queremos de nós mesmos? o que queremos do outro? do que precisamos para ser felizes numa vida a dois? o quanto uma vida a dois pode ser satisfatória e o quanto vale à pena sacrificar pra agradar um ao outro?... Se é que vamos conseguir agradar... rsrs


Um comentário :

Mary disse...

O que eu quero?
Ser eu mesma 24h por dia.
E olha que é difícil, viu?
Beijos meus...