26 de fevereiro de 2010

Iniciativas de Educação Política - SP

SÃO PAULO:
A partir do dia 27 de fevereiro começaremos mais um ciclo de cursos de Iniciação Política nos Centros de Integração da Cidadania (CIC).
A primeira turma será realizada em três sábados, das 9h00 às 12h20, no CIC - Casa da Cidadania - Vila Guarany, Jabaquara. Fica AO LADO do Centro de Exposições Imigrantes, no Km 11,5 da rodovia.
As inscrições devem ocorrer pelo site da Assembleia Legislativa - www.al.sp.gov.br  (link do Instituto do Legislativo) ou no próprio CIC pelo telefone 5021-6624 com Gabriela Beck (Diretora do Posto).

FRANCISCO MORATO (SP):
Estão abertas as inscrições para o curso de Iniciação Política do Centro de Integração da Cidadania (CIC) de FRANCISCO MORATO (Grande São Paulo). É o segundo ano do curso, resultante da parceria entre CIC, ILP, Fundação Konrad Adenauer e Fundação Mario Covas.
Inscrições pelo site: http://www.al.sp.gov.br/StaticFile/ilp/ini_pol_cic_2010.html

O curso é GRATUITO e não existe qualquer exigência para participar: apenas vontade de ver a democracia se consolidar!


21 de fevereiro de 2010

...

Estava aqui pensando... Filhos... Eu sempre penso em escrever um livro para os meus filhos (se eu os tiver, claro), contando os meus dias, meus medos, minhas preocupações, minhas alegrias e decepções, meus sonhos, meus desejos, meus erros, minhas presepadas, meus desejos, minhas lágrimas, meus desesperos... enfim... não pra contar da minha vida pra eles, mas pra quando eles lerem, verem que naquelas determinadas épocas eu também me sentia como eles, pra eles verem que nós não somos tão diferentes e que eu os compreendo mais do que possa parecer. Porque os filhos sempre vão achar que não são compreendidos quando querem algo e os pais dizem não, ou quando dão conselhos ou quando fingem não se importar pra que eles ganhem seu espaço, sua coragem, sua força, sua vontade própria...
E também pra eles saberem que tudo o que se faz tem uma consequência, e que só cabe a nós fazer o melhor de nossa vida, que só cabe a nós a nossa felicidade. E que também eles possam saber que eu vou estar sempre lá, ao lado deles, a vida toda...


20 de fevereiro de 2010

Sair de SP é bom demais!!!

Paz!

Alegria!

Beleza Natural!

Comidinha Caseira!


16 de fevereiro de 2010

Água

Por incrível que pareça, tudo isso que vc está vendo é água!!
Dos mais variados tipos e preços!


E pra falar em preço...
olha quanto custa essa garrafa de água:


15 de fevereiro de 2010

Verbos Sujeitos


6 de fevereiro de 2010

Adote um Gatinho!

- EU JÁ TENHO UM DONO!! E ESTOU SUPER FELIZ!!
FUI RECEBIDA COM MUITO CARINHO E ME CHAMO MIA!! - 


Oi!! eu preciso muito de um dono...
Sou muito esperta, brincalhona e adoro um carinho! Se vc jogar uma bolinha de papel, eu até busco e trago de volta pra gente brincar mais!
Não tenho pulgas, sei usar a caixinha de areia e adoro ração.
- Vc não quer me adotar?! 


2 de fevereiro de 2010

É Proibido Proibir

É PROIBIDO PROIBIR!

"- 1968 - Os estudantes decidem: é hora de mudar o mundo, é tempo de reinventar a vida. -"

Essa expressão surgiu como palavra de ordem nas manifestações estudantis em Paris. Em 1968, um panfleto afixado nos portões da Sorbonne, principal universidade francesa, dava o tom da contestação:
"A revolução que começa questionará não apenas a sociedade capitalista, como também a sociedade industrial.
A sociedade de consumo tem de morrer de morte violenta. A sociedade da alienação tem de desaparecer da história.
Estamos inventando um mundo novo e original. A imaginação está tomando o poder."
- Fonte: Culturas da rebeldia: A juventude em questão, livro de Paulo Sérgio do Carmo
Até quando vamos achar que o país é o nosso governo? Até quando vamos acreditar que o poder está somente nas mãos de nossos governantes? Por quanto tempo mais vamos nos colocar na posição de vitimas, injustiçados e ludibriados por nossos governantes, donos do poder nós mesmos lhes demos ao elegê-los?
Se o país não é feito de seus cidadãos, então de que é feito? Somente de seus governantes? Como diz o ditado, uma andorinha só não faz verão, e 1 presidente, 1 vice, alguns tantos deputados e parlamentares não fazem uma país.
Houve um tempo em que todos lutavam por um mesmo ideal e a união fez a força. Me pergunto em que momento perdemos a coragem, a garra e a determinação pra manter esse postura e fazer valer nossos direitos e obrigações, e nos acomodamos, nos refugiamos no conformismo prático e patético que nos assola e nos impede de ver além dos nossos umbigos...
Esperar que o outro faça é só uma tremenda desculpa esfarrapada pra não fazer nada. Esperar que somente os governantes façam e se isentar das responsabilidades, deveres e obrigações é tacanho, medíocre e covarde.
Se queremos um país justo e honesto, temos que ser justos e honestos. Se queremos um país solidário, educado, culto e decente, temos que ser solidários, educados, cultos e decentes. Se queremos um país nosso, temos que ser o nosso país, de corpo, alma e coração.
Acorda, Brasil!!


1 de fevereiro de 2010

Pre-conceito

Pre-conceito é uma coisa de outro mundo mesmo, né!!
Faz a gente julgar sem saber, e impede a gente de saber de fato... Sem contar que o pre-conceito acaba sempre colocando o pre-conceituoso em cada saia-justa, já que nem sempre tudo é o que parece ser.
Veja bem... entre outros, eu trabalho no cx de um bar de rock, e sábado uns clientes apareceram, 2 falando português entre si e em inglês com os outros 3, e eles estavam conversando entre eles, qualquer coisa que não percebi porque peguei o bonde andando.
O que eles falavam não importa, mas o comentário deles, sim. Uma das meninas ficou sem graça com a conversa, e, em inglês, falou pro cara que era chato falar aquelas coisas na frente dos outros. E o cara, sem pensar 2x, respondeu que não tinha problema, já que eu, atendente de cx, não ia entender nada mesmo. E em seguida ele, ainda em inglês, perguntou pra amiga quanto era pra entrar e eu, com a maior calma do mundo, também em inglês, respondi o valor...