20 de setembro de 2011

Frustração

Eu  fui procurar no "pai dos burros" o significado de frustração.
Acabei achando várias coisas, como por exemplo:
Segundo Elisabeth Cavalcante, uma das principais fontes do sofrimento humano é o sentimento de frustração. Sempre que sentem uma dificuldade de alcançar o que julgam essenciais para a sua felicidade, a maioria dos seres humanos começa a cultivar a frustração e com ela a amargura, o rancor, a ansiedade. E, na sequência, acabam por desenvolver compulsões por comida, bebida, jogo, drogas e outros paliativos nos quais buscam desesperadamente preencher o seu vazio interior.
E aí desandei a filosofar...
Embora eu não seja expert no assunto, acredito que existem 2 tipos de frustração: a interna e a externa.
A interna é uma luta nossa com a gente mesmo, com nossos medos, nossos preconceitos, nossos tabus. A externa, uma luta com tudo o que não está ao nosso alcance, não nos pertence, não está em nosso controle, e ainda assim nos atinge e aflige diretamente.
Se na primeira temos a gente tem se redescobrir, rever quem a gente é, o que a gente é e o que queremos, na segunda me parece que não há nada que a gente possa fazer, a não ser aceitar, e decidir se vale à pena ficar ou se mudar. Como diz o ditado, quem se incomoda que se mude!
Mas.. e quando a gente não quer se mudar? Quando a gente não quer desistir? O que a gente faz? Espera?! E se a espera for longa e a gente nunca conseguir?
Isso me lembra aquela oração da serenidade: "Senhor, dai-me serenidade para aceitar as coisas que eu não posso modificar; coragem para modificar as coisas que posso, e sabedoria para distinguir uma coisa da outra".

Mas pensando bem...
Frustração mesmo é a gente passar o dia fazendo tudo certo pra chegar no final dele e ver que deu tudo errado; ou acordar no meio da noite querendo comer pavê, abrir a geladeira e ver que não tem nenhum doce dentro dela; ou acordar de manhã morrendo de vontade de fazer amor, virar pro lado e ver que a cama está vazia... E aí a frustração é tanta que me lembra aquela oração da serenidade:
"Senhor, dê-me serenidade para aceitar as coisas que não posso mudar, coragem para mudar as coisas que não posso aceitar, e sabedoria para esconder os corpos daquelas pessoas que eu tive que matar por estarem me enchendo o saco.
Também, me ajude a ser cuidadoso com os calos em que piso hoje, pois eles podem estar conectados aos sacos que terei que puxar amanhã.
Ajude-me, sempre, a dar 100% no meu trabalho...
- 12% na segunda-feira,
- 23% na terça-feira,
- 40% na quarta-feira,
- 20% na quinta-feira,
- 5% na sexta-feira.
E... ajude-me sempre a lembrar, quando estiver tendo um dia realmente ruim e todos parecerem estar me enchendo o saco, que são necessários 42 músculos para socar alguém e apenas 4 para estender meu dedo médio e mandá-lo para aquele lugar...
Que assim seja!!"


Nenhum comentário :