14 de agosto de 2013

É cedo ou tarde demais...

Numa conversa com uma amiga, ela me escreveu o seguinte: 
- "Nem sempre nos damos conta do ritmo da nossa vida, que é, muitas vezes, alucinante e quase enlouquecedor. E a vida tem, também, o ritmo que nós impomos. Não podemos parar o mundo, mas podemos parar a nós mesmos. E tanto o acelerador quanto os freios deveriam estar sob o nosso controle. Mas nem sempre estão... Bom jogador não é aquele que ganha sempre, mas aquele que sabe quando parar..."
E eu fiquei pensando... Nem sempre nos damos conta mesmo da nossa própria vida, né?!... nem dos nossos atos, das consequências, de tudo que acontece a nossa volta, seja porque escolhemos isso ou aquilo ou porque não escolhemos nada... e por mais que a gente queira mudar tudo e todos, só temos poder, de verdade, sobre nós mesmos e olhe lá!... muitas vezes não conseguimos nem mesmo nos dar conta disso...


Nenhum comentário :