6 de fevereiro de 2014

...

"... Porque bondade que nunca repreende não é bondade, é passividade.
Porque paciência que nunca se esgota não é paciência, é subserviência.
Porque serenidade que nunca se desmancha não é serenidade, é indiferença.
Porque tolerância que nunca replica não é tolerância, é imbecilidade."